Financiamentos para o turismo crescem 20,6%

O volume de empréstimos para o setor aumentou mais de mil por cento em 11 anos
 

Os bancos públicos nunca emprestaram tanto para o mercado de turismo. Os financiamentos liberados para as empresas do setor, em 2013, aumentaram 20,6% na comparação com o ano anterior. As operações de crédito somaram R$ 13,5 bilhões, o melhor resultado desde 2003, ano de início da série histórica monitorada pelo Ministério do Turismo.

 

 

As operações de crédito são destinadas à compra de equipamentos, construção e reforma de empreendimentos e capital de giro. Beneficiam empresas dos segmentos de hotéis, parques, bares, restaurantes, locadoras de automóveis, agências de turismo e transportadores aéreos e rodoviários.

 

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, atribuiu os resultados a fatores como o crescimento das viagens internas e aumento do fluxo de turistas internacionais, além de investimentos realizados pelas empresas em função da Copa do Mundo. “Ao contrário do que vem ocorrendo em outros setores da economia, no turismo a expectativa é de expansão para alguns segmentos como os de eventos, por exemplo”.

 

A Caixa Econômica Federal foi a instituição financeira que liberou o maior volume de financiamentos, cerca de R$ 7,16 bilhões ou 53% do total. O Banco do Brasil foi o segundo mais demandado com 31,7% das operações equivalentes a R$ 4,28 bilhões. O BNDES aparece com mais R$ 908,6 milhões e os Bancos do Nordeste e da Amazônia com R$ 725,7 milhões e R$ 420,8 milhões, respectivamente.

 

Os valores dos financiamentos vem crescendo ano a ano. Passaram de cerca de R$ 1 bilhão (2003), para R$ 11,2 bilhões (2012), até alcançar R$ 13,5 bilhões (2013), o que representa um crescimento de 1.134%. O acumulado é de R$ 53,3 bilhões em onze anos.

 

Ministério do Turismo

0 comentários