Copa: Ministério do Turismo propaga práticas de turismo sustentável

Por meio da campanha Passaporte Verde, órgão do Governo assina memorando que propaga práticas de sustentabilidade ambiental entre os principais segmentos do setor, com foco no mundial
 

passaporte-verdeO ministro do Turismo, Gastão Vieira, assinou na quinta-feira (13), um memorando de entendimento que formaliza uma parceria com o Programa Nacional das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma). O objetivo é estimular o uso sustentável dos recursos naturais no turismo.

 

 

O papel da pasta será disseminar práticas de sustentabilidade por meio da campanha Passaporte Verde, que estimula o consumo responsável e o uso racional de recursos naturais nos destinos turísticos. O ministério pretende ainda aproveitar os holofotes da Copa do Mundo 2014 para disseminá-las entre o grande público.

 

A campanha contempla as dimensões ambiental, sociocultural e econômica da sustentabilidade, estimulando a ecoeficiência em hotéis, operadoras, bares e restaurantes, valorizando as experiências culturais autênticas e a sociobiodiversidade e ainda propondo comportamentos sustentáveis para os viajantes.

 

“O papel do turismo é gerar desenvolvimento para o país, melhorar a renda da população e preservar os recursos naturais do planeta, funcionar como uma indústria limpa, sua vocação natural”, disse o ministro Gastão Vieira.

 

O documento assinado marca a inclusão do Ministério do Turismo em um acordo de cooperação firmado, em 2011, entre os ministérios do Esporte, do Meio Ambiente e o Pnuma.

 

“O turismo tem um papel fundamental na promoção do consumo sustentável. Isto foi inclusive citado no documento final da Rio+20 e o setor está disposto a se engajar cada vez mais. A campanha Passaporte Verde vai aproveitar a Copa do Mundo e incentivar turistas e os demais cidadãos a viajar e consumir em uma economia de baixo impacto e mais sustentabilidade”, diz Denise Hamú, representante do Pnuma no Brasil.

 

Na primeira fase da campanha, o MTur vai usar o cadastro de prestadores de serviços turísticos (Cadastur) para convidar os empresários dos setores de alimentação, hospedagem, transportes, agências e parques temáticos, entre outros, para participar da campanha.

 

O ministério também validará os compromissos de sustentabilidade entre hotéis, bares e restaurantes que o Pnuma desenvolve com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH).

 

A campanha Passaporte Verde ganhará espaços nos centros de atendimento ao turista das 12 cidades-sede da Copa do Mundo e nos principais destinos turísticos do país. Além disso, levando-se em conta as pesquisas recentes sobre o comportamento do consumidor, serão realizadas ações de comunicação online, principalmente nas redes sociais. As ações previstas na parceria devem se iniciar em março e terão o Mundial como ponto alto.

 

Ministério do Turismo

0 comentários