Em Joanesburgo, Prefeito defende que as questões urbanas sejam prioridade na discussão da ONU

Carta enviada por Eduardo Paes às Nações Unidas e assinada por 39 prefeitos da C40 destaca temas como transporte, saúde e tratamento de lixo
 

Em sua primeira medida como presidente do C40, grupo de metrópoles comprometidas com a luta contra as mudanças climáticas, o prefeito Eduardo Paes enviou nesta quarta-feira (05/06) à ONU uma carta defendendo que as questões urbanas sejam prioridade na discussão da organização para novas metas de desenvolvimento sustentável que devem substituir o Protocolo de Kyoto. No documento, dirigido ao Grupo Aberto de Trabalho para Metas de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, o prefeito ressaltou que as cidades enfrentam desafios específicos, como as questões do transporte, saúde pública e tratamento de lixo.

 

No discurso de posse da presidência da C40, hoje, em Joanesburgo, na África do Sul, Eduardo Paes lembrou o compromisso dos integrantes do grupo em reduzir a quantidade de gases de efeito estufa em uma gigatonelada até 2030. Entre as iniciativas já adotadas, citou como exemplos a reação rápida de Nova York aos efeitos do furacão Sandy e as medidas tomadas no Rio de Janeiro para aumentar a capacidade de a cidade lidar com chuvas intensas, como o Centro de Operações e o Sistema de Alarme nas comunidades com risco de deslizamento.

 

O prefeito do Rio ressaltou a importância da C40 como organização que facilita a troca de experiências bem sucedidas entre as megalópoles, já que todas elas estão vulneráveis aos riscos climáticos. Ao lembrar que a maior parte da população mundial vive nas cidades, frisou que, em breve, a América Latina será a região mais urbanizada do mundo e convocou os prefeitos das cidades de países em desenvolvimento a se unirem à C40.

 

O uso da tecnologia como elemento fundamental para engajar os cidadãos na defesa do desenvolvimento sustentável foi outro ponto destacado por Paes. Citando iniciativas aplicadas no Rio, como os hackathons (encontros de hackers que criam soluções inovadoras para a mobilidade) e o portal colaborativo que recebe sugestões para intervenções urbanas, ele afirmou que “uma cidade sustentável é uma cidade inteligente”.

 

Antes de seu pronunciamento, Eduardo Paes, que foi eleito para o cargo no ano passado, recebeu uma muda de árvore de seu antecessor, o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, que agora assumiu o posto de presidente do Conselho de Diretores, da C40.

 

O prefeito do Rio está em Joanesburgo desde terça-feira (04/02) para a 5ª Reunião de Cúpula da C40, no qual liderou a primeira discussão com diretores como presidente da organização. Com o tema “Rumo a megacidades resilientes e habitáveis – demonstrando ação, impacto e oportunidade”, o evento conta com a participação de Paes, Bloomberg, Mpho Parks Tau, prefeito de Joanesburgo; e de Christiana Figueres, secretária-executiva das Nações Unidas para Mudanças Climáticas, além de prefeitos de mais de 40 grandes cidades.

 

Na quinta-feira, último dia do encontro, Eduardo Paes abre o evento, almoça com prefeitos da Europa e América Latina e participa de palestra ao lado do diretor-executivo da ONU-Habitat, o ex-prefeito de Barcelona Joan Clos.

 

Saiba mais sobre o C40 – O Grupo C40 de Grandes Cidades para a Liderança Climática (C40) é a principal rede global de megacidades e atua para promover o desenvolvimento urbano sustentável por meio de estratégias para enfrentar as mudanças climáticas e ampliar a resiliência das cidades. O objetivo é implementar estratégias para redução das emissões de carbono nas megacidades e ampliação da resiliência das comunidades locais.. O C40 foi criado em 2005 pelo ex-prefeito de Londres Ken Livingstone, tendo 18 cidades com integrantes. Em menos de um ano, o número de prefeituras filiadas chegou a 40. Atualmente, cerca de 60 cidades participam da organização. Depois de Livingstone, David Miller, prefeito de Toronto, presidiu a entidade. Ele foi sucedido por Bloomberg, que cede lugar a Paes, eleito em agosto. Paes é o primeiro prefeito de uma cidade emergente a presidir o C40, que atualmente conta com 60 membros.

 

Prefeitura do Rio

0 comentários