RSF cobra investigação de assassinatos de jornalistas no Brasil

José Lacerda (esq) foi morto em Mossoró (RN) e Pedro Palma assassinado no interior do RJ
 

A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) publicou, na terça-feira (18/2), um comunicado solicitando investigação às autoridades brasileiras dos dois recentes assassinatos de jornalistas no país.

Crédito:Reproduçãp
De acordo com Agência O Globo, na quinta-feira (13/2), o proprietário do jornal Panorama Regional, Pedro Palma, foi baleado na porta de sua casa no município de Miguel Pereira, no Rio de Janeiro (RJ). No domingo (16/2), o cinegrafista José Lacerda da Silva foi morto em Mossoró, interior do Rio Grande do Norte (RN).
 
No caso de Lacerda, o delegado responsável pelo inquérito descartou a hipótese do cinegrafista ter sido morto em função da profissão. Em relação ao assassinato de Palma, amigos do jornalista relataram que ele recebia constantes ameaças. A suspeita é de uma possível retaliação por denúncias envolvendo prefeituras da região.
 
 
A entidade pontuou que cinco jornalistas foram mortos no exercício da profissão no ano passado e que nenhum desses crimes foi esclarecido. “Essa impunidade persistente torna o Brasil um dos maus alunos do continente americano, situado na 111ª posição na Classificação Mundial 2014 da liberdade de imprensa”.
 
 
Na nota, uma das dirigentes da organização, Camille Soulier, pede que as autoridades façam o possível para elucidar os crimes. “Solicitamos às autoridades brasileiras que façam tudo o que esteja ao seu alcance para identificar e julgar os autores e mandantes desses dois homicídios. Ambos assassinatos representam mais uma triste demonstração da insegurança que afeta a profissão”.
 
 
 
PORTAL IMPRENSA
 
 

0 comentários