Sul investe em qualificação profissional para a Copa

Gaúchos e catarinenses preparam profissionais ligados ao setor para receber um grande número de turistas em sedes e cidades de apoio para o mundial
 

O município de Viamão, com pouco mais de 225 mil habitantes, na região metropolitana de Porto Alegre, comemorou a escolha da cidade para hospedar os treinos da Seleção do Equador. A euforia de prefeito e de empresários da cidade é compreensível já que a seleção estrangeira será um atrativo a mais para os turistas que vão circular pela região.

 

 

A 24 quilômetros do centro de Porto Alegre, Viamão tem diversos prédios históricos, herança do período em que foi capital do estado em 1766. A cidade também possui atrativos turísticos rurais e ecológicos, como o Parque Estadual de Itapuã entre o Rio Guaíba e a Lagoa dos Patos, e ainda o Parque Saint Hilaire.

 

Para receber bem os turistas, no entanto, os gaúchos apostam em qualificação profissional. Estima-se que mais de 10 mil profissionais sejam preparados para a Copa, de acordo com a secretária de turismo do Rio Grande do Sul, Abgail Pereira. “As obras de infraestrutura são fundamentais, mas o que queremos deixar pós-Copa do Mundo é um povo qualificado. Certamente este será o nosso maior legado”, diz.

 

Porto Alegre, uma das cidade-sede da competição, deve receber, segundo estimativa da Secretaria de Turismo, mais de 60 mil turistas, muitos deles torcedores dos times que jogarão na cidade como: França, Honduras, Austrália, Holanda, Coréia do Sul, Argélia, Nigéria e Argentina.

 

Outra preocupação é com o receptivo aos turistas. O estado gaúcho terá o apoio de 31 Centros de Atendimento ao Turista (CATs) fixos e outros 18 temporários instalados em pontos do litoral e fronteiras para a prestação de serviços e informações.
Com o grande número de estrangeiros esperados, o governo gaúcho investiu em cursos de qualificação como o Pronatec Copa, que já preparou 8 mil profissionais de 16 municípios e ainda criou o TchêQualifica que está contribuindo com a formação de taxistas, comerciários, frentistas, motoristas, cobradores e guias de turismo.

 

Já o programa Parada Tri Legal investe na preparação e qualificação de estabelecimentos localizados às margens da BR- 116, entre Jaguarão e Vacaria, e que vão atender os turistas que se deslocam de carro pelo estado. O TchêQualifica e o Parada Tri Legal são programas do governo do estado.

 

Em Santa Catarina, as cidades catarinenses de Florianópolis e Balneário Camboriú foram contempladas com cursos do Pronatec Copa para atender principalmente à demanda de visitantes que estarão participando do congresso técnico da Copa do Mundo, evento que contará, este mês, com a presença de 32 técnicos das seleções classificadas, além da mídia internacional e todo staff da Fifa.

 

As duas cidades estão entre as preferidas dos estrangeiros, segundo pesquisa de demanda turística internacional feita pelo Ministério do Turismo em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

 

“Santa Catarina tem vocação para o turismo e a vinda de visitantes em função da Copa vai gerar emprego e renda para o estado. Apesar de não sermos sede de jogos e de nenhuma seleção, apostamos em uma boa presença de turistas estrangeiros durante a Copa”, diz o secretário de estado turismo, cultura e esporte Valdir Walendowsky. A proximidade do litoral catarinense com cidades como Porto Alegre e Curitiba que são sedes da Copa, ajudará a atrair turistas.

 

Ministério do Turismo

 

0 comentários