Papa Francisco cobra determinação contra casos de pedofilia envolvendo a Igreja

O prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Gerhard Müller, disse que o papa foi claro na sua recomendação
 

O papa Francisco cobrou “determinação” contra casos de pedofilia e agressões a crianças e adolescentes envolvendo membros da Igreja Católica Apostólica Romana. Há menos de um mês no pontificado, o papa Francisco se manifestou hoje pela primeira vez sobre o assunto, em meio a denúncias de crimes dessa natureza envolvendo religiosos em vários países.

O prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Gerhard Müller, disse que o papa foi claro na sua recomendação. “Ele [papa Francisco] recomendou de modo particular a tomada de decisões sobre abusos sexuais, visando a proteção de crianças e daqueles que sofreram tal violência”, ressaltou Müller.

Segundo Müller, o papa também mencionou a importância de punir os responsáveis, cobrando “compromisso das conferências episcopais na formulação e implementação das medidas sobre o assunto. Ações fundamentais para o testemunho da Igreja e de sua credibilidade.”

Na conversa com o prefeito, Francisco lembrou que as medidas fazem parte da “linha desejada pelo papa emérito, Bento XVI”. Ele apelou para orações e apoio às vítimas: “Devemos dar atenção e fazer orações por aqueles que sofrem”.

 

Agência Brasil

0 comentários