Fotógrafos do Chicago Sun-Times são demitidos e fotos serão tiradas com smartphones

A publicação pretende substituir os profissionais por outros menos qualificados
 

Com a intenção de substituir a sua equipe de fotografia por freelancers e repórteres treinados para tirar fotos com smartphones, o jornal Chicago Sun-Times demitiu, na última semana, os antigos funcionários.   Ao todo, 28 fotógrafos foram dispensados após uma reunião, na qual o editor-chefe do Chicago Sun-Times, James Kirk, disse que a empresa estava entrando em uma nova fase de seu plano digital. 

Segundo o blog Jornalismo nas Americas, em um comunicado, anunciou-se que “The Chicago Sun-Times teve de tomar a decisão muito difícil de eliminar a posição do fotógrafo em tempo integral, como parte de uma reestruturação do pessoal de multimídia.” E acrescentou-se que o “negócio está mudando rapidamente” e as audiências estão “buscando mais conteúdo em vídeo com suas notícias”.
 
Dave Pollard, presidente do sindicato Chicago Newspaper Guild, disse que essas demissões eram “chocantes e desoladoras”. Pollard disse que o Sun-Times não informou sobre quaisquer planos de rescisão, o que “pinta um quadro claro de quão pouco disposta a empresa está de trabalhar com o sindicato para ajudar a melhorar a qualidade do seu produto jornalístico”.
 
 
A decisão do jornal foi amplamente criticada, caso do blogueiro Allen Murabayashi: “A ideia de que um jornalista de meio impresso com um iPhone, de repente, vai entender como usar a fotografia para contar uma história, para não falar em compreender a ética do fotojornalismo, é ingênuo na melhor das hipóteses”.
 
 
 
 

0 comentários