EUA retiram diplomatas de consulado no Paquistão por ameaça terrorista

O Departamento de Estado também estendeu o fechamento de 19 missões diplomáticas até sábado (10) devido a ameaças de atentados terroristas
 

Os Estados Unidos ordenaram na noite de quinta-feira (8) a saída dos seus diplomatas do Consulado Geral em Lahore, capital da província de Punjab, no Nordeste do Paquistão, com exceção de um pequeno grupo de pessoal de emergência, em decorrência de ameaças terroristas.

 

 

“O Departamento de Estado ordenou a saída da equipe de funcionários não essenciais do Consulado Geral em Lahore, no Paquistão,” disse o departamento por meio de nota. “O departamento determinou a retirada devido a ameaças específicas relativas ao consulado americano em Lahore”.

 

 

A saída dos funcionários do Paquistão ocorre após a evacuação do pessoal não essencial da embaixada em Sanaa (capital do Iêmen), na terça-feira (6), pela Força Aérea americana.

 

 

“A presença de diversos grupos terroristas estrangeiros e locais impõe perigo em potencial para cidadãos norte-americanos no Paquistão”, afirmou o comunicado. “Pelo país, atentados terroristas frequentemente ocorrem contra alvos civis, governamentais e estrangeiros”.

 

 

O alerta do Departamento de Estado advertiu os cidadãos norte-americanos a não fazer viagens não essenciais para o Paquistão.

 

 

O Departamento de Estado também estendeu o fechamento de 19 missões diplomáticas até sábado (10) devido a ameaças de atentados terroristas. As ameaças se baseiam em comunicações interceptadas atribuídas ao líder da Al Qaeda, Ayman Zawahri, e ao chefe da organização na Península Arábica, Nasser Wuhayshi.

 

Agência Brasil

0 comentários