Hacker invade perfil de Mark Zuckerberg para demonstrar erro no Facebook

Fundador do Facebook teve perfil invadido por hacker
 

981-Mark-Zuckerberg-logo-Facebook

 

Após ser desprezado pela equipe técnica do Facebook quando descreveu uma falha na rede social, um hacker resolveu demonstrar o erro na conta do fundador e presidente do site, Mark Zuckerberg.

 

 

Segundo a Folha de S.Paulo, Khalil Shreateh fez uma postagem no mural de Zuckerberg, o que normalmente seria restrito aos contatos do executivo. “Em primeiro lugar, desculpe por invadir sua privacidade e por postar no seu mural, eu não tive escolha”, escreveu, em inglês, e relatou o que havia passado até então.

 

 

A ação foi considerada “inaceitável” pela rede social, que deixou de pagar a Shreateh uma recompensa que é oferecida a usuários que descobrem bugs. O Facebook diz que o erro, que permitia ao hacker criar postagens no mural de qualquer pessoa sem autorização, foi corrigido na última quinta-feira (15/8).

 

 

 

Shreateh, que é de Yatta, na Palestina, havia demonstrado o erro anteriormente ao postar no mural de Sarah Goodin, uma colega de faculdade de Zuckerberg que foi a primeira mulher a entrar no Facebook. Ele encaminhou a demonstração a um dos engenheiros do Facebook, que não conseguiu visualizar a postagem por não ser um dos contatos de Goodin na rede e, depois, desconsiderou a falha.

 

 

 

O hacker decidiu então usar a conta do presidente-executivo da empresa para mostrar que realmente existia o erro. Usando como imagem de perfil uma fotografia de Edward Snowden, Shreateh descreveu seu contato com a equipe técnica da rede social.

 

 

 

“Descobri recentemente um sério problema no Facebook que permitia que usuários postassem na linha do tempo de outros sem estar na lista de contatos. Relatei isso duas vezes. Como você pode ver, não sou um contato seu e, ainda assim, posso postar no seu mural”, relatou. A mensagem foi removida do perfil de Zuckerberg.

 

Em um vídeo, com legendas em inglês e em árabe, o hacker explica a falha:

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.