Reino Unido retira pessoal da embaixada no Iêmen

O Departamento de Estado norte-americano ordenou hoje a saída do pessoal diplomático “não essencial no Iêmen”, por considerar o nível de ameaça no país “extremamente elevado”
 

O Reino Unido retirou todo o pessoal da embaixada no Iêmen, fechada desde domingo (4) “devido às crescentes preocupações com a segurança”, anunciou o Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico.

 

 

Este anúncio surge depois de os Estados Unidos terem aconselhado os cidadãos norte-americanos “a saírem do Iêmen imediatamente”, em decorrência do nível de ameaça terrorista “extremamente elevado” no país.

 

 

“Devido às crescentes preocupações com a segurança, todo o pessoal da nossa embaixada no Iêmen foi temporariamente retirado. A embaixada continuará fechada até que haja condições para o regresso dos funcionários”, disse uma porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico.

 

 

Ontem, Londres tinha anunciado que a embaixada em Sanaa (capital do Iêmen) iria continuar fechada pelo menos até o final da semana.

 

 

O Departamento de Estado norte-americano ordenou hoje a saída do pessoal diplomático “não essencial no Iêmen”, por considerar o nível de ameaça no país “extremamente elevado”.

 

 

“As organizações terroristas, como a filial da Al Qaeda na Península Arábica, continuam ativas em todo o Iêmen”, advertiu Washington, algumas horas depois de um ataque com um avião não tripulado (drone) que matou quatro supostos membros da rede terrorista.

 

Agência Brasil

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.