No poder há 22 dias, presidente do Paraguai enfrenta primeiro protesto

Os manifestantes querem a execução de programas para combater a pobreza e acelerar a reforma agrária, assim como a suspensão de projetos de privatização de empresas estatais
 

No poder há 22 dias, o presidente do Paraguai, Horacio Cartes, enfrenta hoje (4) a primeira manifestação desde que assumiu o governo. Sob a liderança de vários sindicatos, indígenas, camponeses, estudantes e trabalhadores de diversas categorias promovem protestos em sete áreas distintas da capital Assunção.

 

 

Os manifestantes querem a execução de programas para combater a pobreza e acelerar a reforma agrária, assim como a suspensão de projetos de privatização de empresas estatais. Desde a madrugada de hoje, camponeses e indígenas estão acampados em uma das principais praças de Assunção.

 

 

É a primeira grande manifestação desde que Cartes assumiu o governo no último dia 15. Os manifestantes vão se concentrar em frente ao Parlamento. Mas, antes, os protestos também ocorrerão em frente à sede da Presidência da República.

 

Agência Brasil

0 comentários