Síria aceita proposta russa de entregar armas químicas à comunidade internacional

O presidente norte-americano, Barack Obama, disse que avaliaria a possibilidade de não fazer uso de força contra a Síria
 

A Síria aceitou hoje (10) a proposta russa de entregar seu arsenal de armas químicas à comunidade internacional para evitar o ataque dos Estados Unidos, previsto para acontecer ainda nesta semana. A informação foi veiculada pela agência de notícias russa, Interfax após uma entrevista com o chanceler sírio, Walid Muallen.

 

 

“Ontem tivemos uma rodada de negociação muito bem-sucedida com o ministro de Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergei Lavrov, que apresentou a iniciativa em relação a armas químicas, e manifestamos a nossa concordância”, disse Muallen, citado pela agência. De acordo com o ministro sírio, essa decisão acabaria com o argumento dos Estados Unidos de atacar o país.

 

 

O presidente norte-americano, Barack Obama, disse ontem (9) que avaliaria a possibilidade de não fazer uso de força contra a Síria caso o governo de Bashar Al Assad aceitasse a proposta russa de entregar seu arsenal de armas químicas ao controle internacional.

 

 

Segundo o chanceler russo, Sergei Lavrov, a Rússia e a Síria já estão trabalhando em um “plano concreto, claro e eficaz” para colocar sob controle internacional as armas químicas sírias. Lavrov também informou que a Rússia vai apresentar, “em breve”, o plano de controle das armas ao Conselho de Segurança das Nações Unidas.

 

 

“Estamos preparando propostas concretas, como um plano a ser apresentado para todas as partes interessadas, incluindo, claro, os Estados Unidos “, disse o chefe da diplomacia russa.

 

Agência Brasil

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.