Joaquim Barbosa considera “encerrado” caso da repórter do “Estadão” detida nos EUA

A situação ficou sem explicação
 

Joaquim_Barbosa

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, disse considerar encerrado o episódio da detenção da jornalista Claudia Trevisan, correspondente do jornal O Estado de S. Paulo, durante visita à universidade de Yale, nos EUA.

 

 

 

No dia 28 de setembro, a profissional brasileira ficou detida por quase cinco horas na Universidade, em Washington (EUA), quando esperava para entrevistar Barbosa após uma palestra.

 

 

“Não tenho muito o que falar, pois estava participando de um evento quando ocorreu o fato”, explicou o ministro. “Não presenciei, não vi a jornalista e não a conheço e não saberia avaliar.”

 

 

Segundo a Agência Estado, quando questionado se o momento delicado entre os dois países poderia ter influenciado na prisão da repórter, Barbosa preferiu não se estender. “A leitura que faço é que episódio está encerrado.”

0 comentários