Israel rejeita proposta de redução das sanções internacionais ao Irã

Depois do encontro com Netanyahu, John Kerry viaja para Genebra, onde se encontra com a chefe da diplomacia da União Europeia, Catherine Ashton
 

Israel rejeitou o acordo que está em discussão, em Genebra (Suiça), sobre o dossiê nuclear iraniano que prevê a redução das sanções internacionais ao Irã disse, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

 

 

“Este é um mau acordo. Israel rejeita-o completamente”, disse o chefe do governo de Israel em declarações aos jornalistas no Aeroporto Internacional Ben Gurion, antes de um encontro com o secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry. Para Netanyahu, caso consiga, o Irã assinará “o acordo do século”.

 

 

O Irã e o Grupo dos 5+1 – Estados Unidos, Rússia, China, Reino Unido, França e Alemanha – estão reunidos em Genebra para mais uma rodada de negociações sobre o programa nuclear iraniano, contestado pelo Ocidente por receio que seja usado para fabricar bombas nucleares, mas Teerã reafirma que a produção destina-se apenas a fins pacíficos.

 

 

No centro das discussões “muito complexas” estará uma proposta do Irã de redução das sanções econômicas que o ocidente impôs ao país, de acordo com os negociadores, mas não são conhecidas as contrapartidas exigidas a Teerã.

 

 

Na quarta-feira (6), o ministro dos Negócios Estrangeiros do Irã, Mohammad Javad Zarif, excluiu a possibilidade de Teerã acabar com a produção de urânio, mas disse que seria possível um acordo.

 

 

Depois do encontro com Netanyahu, John Kerry viaja para Genebra, onde se encontra com a chefe da diplomacia da União Europeia, Catherine Ashton. Também o ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Laurent Fabius, participará das negociações.

 

Agência Brasil

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.