Papa espera que conferência sobre paz na Síria marque início de pacificação

Francisco citou o que considera "progressos significativos" no diálogo entre o Irã e o Grupo 5+1, formado pelo cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU)
 

O papa Francisco pediu nessa segunda-feira (13/01) que a Conferência Genebra 2, sobre a paz na Síria, possa marcar o início da pacificação no país. Ele pediu ainda o respeito pelo direito humanitário. “Espero que a Conferência Genebra 2, no dia 22 de janeiro, marque o início do caminho desejado para a pacificação”, disse o papa.

Papa deve se reunir com jovens argentinos na visita ao Rio

 

A pedido do pontífice, o Vaticano organizou nesta segunda-feira uma conferência de peritos para levar contribuições para uma solução de paz na Síria. No discurso, o papa referiu-se às dificuldades políticas no Líbano e no Egito e manifestou esperança de que haja êxito nas negociações entre israelenses e palestinos.

 

 

Francisco citou o que considera “progressos significativos” no diálogo entre o Irã e o Grupo 5+1, formado pelo cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) – Estados Unidos, Reino Unido, China, França, Rússia – e a Alemanha, sobre a questão nuclear. Esta foi a primeira vez que o papa argentino, Jorge Mario Bergoglio, eleito em março do ano passado, recebeu o corpo diplomático lotado no Vaticano.

 

Agência Brasoç

0 comentários