Cinema brasileiro tem presença forte em três competições internacionais

Festival de Guadalajara, no México; o Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, em Lisboa, Portugal; e o Programa Cinema em Construção, em Toulouse, na França
 

Mais de 60 filmes brasileiros estarão nos próximos dias nas programações de três eventos cinematográficos internacionais: o Festival de Guadalajara, no México; o Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, em Lisboa, Portugal; e o Programa Cinema em Construção, em Toulouse, na França. De acordo com nota divulgada na quarta-feira (19/03) pela Agência Nacional de Cinema (Ancine), 11 desses filmes – sete longa-metragens, dois curtas e dois filmes em fase de pós-produção – têm presença nos eventos viabilizada pelos programas de apoio da agência.

 

 Cinema

 

O  29º Festival Internacional de Cinema de Guadalajara, que será aberto na próxima sexta-feira (21/03), selecionou três filmes brasileiros para a competição de longas-metragens ibero-americanos de ficção, um para a competição de longas ibero-americanos documentários e seis para a competição de curtas.  Sete representantes de produtoras brasileiras independentes também participarão do Guadalajara Film Market, evento de mercado que acontece no âmbito do festival.

 

Em Guadalajara, o programa da Ancine auxilia a participação dos longas O Lobo Atrás da Porta, de Fernando Coimbra, Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, de Daniel Ribeiro, e O Homem das Multidões, de Marcelo Gomes e Cao Guimarães. Já para a competição de curtas, o programa concedeu apoio financeiro aos filmes Brasil, de Aly Muritiba, e Os Irmãos Mai, de Thais Fujinaga. O documentário Sopro, de Marcos Pimentel, também foi contemplado pelo programa.

 

Ainda neste mês, nos dias 27 e 28, os filmes Ausência, de Chico Teixeira, uma coprodução Brasil-Chile-França, e Beira Mar, de Filipe Matzembacher e Marcio Reolon, participarão do Cinema em Construção, programa de apoio à finalização de filmes, realizado em parceria entre os festivais Cinelatino – Encontros de Toulouse (França) e San Sebastián (Espanha).

 

Já no  5º FESTin – Festival de Cinema Itinerante de Língua Portuguesa, são brasileiros seis dos dez concorrentes na competição de longas-metragens, 12 entre os 23 indicados na competição de curtas e cinco dos sete integrantes da maratona competitiva de documentários. O FESTin será de 2 a 9 de abril, na capital portuguesa.

 

Quatro longas-metragens inscritos neste festival receberão apoios do programa da Ancine: A Memória Que Me Contam, de Lucia Murat; e Elena, de Petra Costa, na competição principal; e Arte de Interpretar – A Saga da Novela Roque Santeiro, de Lúcia Abreu, e Cidade de Deus, 10 Anos Depois, de Cavi Borges e Luciano Vidigal, na maratona de documentários.

 

Agência Brasil

0 comentários