Papa Francisco e Obama conversam no Vaticano sobre direito à vida e conflitos

O papa defendeu o direito dos médicos que se recusam a realizar abortos nos Estados Unidos
 

O papa e o Presidente dos Estados Unidos conversaram nesta quinta-feira (27/03) sobre temas como o direito à vida, o tráfico de pessoas e os conflitos no mundo, de acordo com um comunicado do Vaticano. Francisco e Barack Obama reuniram-se durante 50 minutos no Vaticano, em uma audiência privada.

 

Papa Francisco e Obama

 

“Houve uma conversa sobre questões de particular relevância sobre a Igreja naquele país (EUA), como o exercício dos direitos de liberdade religiosa, da vida e da objeção de consciência”, cita a nota.

 

O papa defendeu o direito dos médicos que se recusam a realizar abortos nos Estados Unidos.

 

Obama e o papa Francisco concordaram, durante a reunião, sobre um “compromisso comum” para erradicar o tráfico humano e discutiram a reforma da imigração nos Estados Unidos.

 

Os dois chefes de Estado sublinharam a necessidade do direito internacional ser respeitado em zonas de conflito em todo o mundo e uma “solução negociada entre as partes envolvidas nestes conflitos”, refere o comunicado do Vaticano, que não menciona que conflitos foram abordados na reunião.

 

Depois da visita ao Vaticano, Obama tinha previsto um almoço com o chefe de Estado italiano, Giorgio Napolitano e, posteriormente, uma reunião com o primeiro-ministro, Matteo Renzi.

 

O Presidente norte-americano vai visitar ainda o Coliseu de Roma, que permanecerá fechado durante todo o dia por motivos de segurança.

 

Agência Brasil

0 comentários