Cabral oficializa Rio como sede grandes eventos

Estado vai receber Jornada Mundial da Juventude e Campeonato Mundial de Judô
 
O governador Sérgio Cabral desembarcou na sexta-feira (19/08) em Madri, onde vai oficializar, com o Vaticano, o Rio de Janeiro como sede da próxima edição da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em 2013, evento que deve reunir pelo menos 4 milhões de jovens do mundo inteiro. A segunda parte da missão oficial à Europa será em Paris. Lá, o governador participa da cerimônia de abertura do Campeonato Mundial de Judô deste ano. Na ocasião, Cabral receberá uma placa e uma bandeira, símbolos do mundial, que consolidam o Rio como sede da competição, que trará à cidade 950 atletas e 550 dirigentes de 120 países, também em 2013. São mais dois importantes acontecimentos que entram para o calendário do Estado, que já tem uma extensa lista de megaeventos internacionais, como a conferência ambiental Rio+20 (2012), a Copa das Confederações (2013), Copa do Mundo de Futebol (2014) e Jogos Olímpicos (2016).
– Temos um calendário de eventos muito expressivo nos próximos anos. Mas a jornada católica, além de agregar os valores que os demais eventos atraem, isto é, hotéis e restaurantes cheios, linhas aéreas e rodoviárias cheias, apresenta o lado espiritual. A esperança do mundo são os jovens, e, no Rio, os jovens poderão se encontrar para discutir valores importantes do planeta, da existência humana e sobre o que transcende à existência – disse o governador.
O trabalho do Governo do Estado do Rio de Janeiro começa na capital espanhola. Um dos principais eventos da Igreja Católica, a JMJ é um grande encontro de jovens do mundo inteiro para aproximá-los do Evangelho, além de incentivar laços de amizade entre povos de diferentes continentes e culturas. Em 2013, o Rio de Janeiro vai receber pelo menos 4 milhões de visitantes – o mais ilustre deles o Papa Bento XVI, em sua primeira visita como Pontífice ao Rio de Janeiro. Ele esteve no Brasil em maio de 2007, mas visitou apenas São Paulo e o santuário de Aparecida do Norte (SP).
Este ano, mais de 1,5 milhão de jovens de 182 países participam da jornada em Madri. O Brasil é o sexto em número de peregrinos, com pelo menos 16 mil participantes. Quase metade deles, 7.500, é do Estado do Rio – entre eles, 30 jovens moradores de comunidades da capital.
A Jornada
Esta é a 26ª Jornada Mundial da Juventude. Criada pelo Papa João Paulo II, foi inspirada em grandes eventos especiais realizados em Roma no Domingo de Ramos, em 1983 e 1984. A JMJ passou a ter esse nome em 1986, quando a capital italiana recebeu a primeira edição do evento e, depois, o sediou novamente no ano 2000 (Jubileu). Nove cidades também já receberam a jornada: Buenos Aires, na Argentina (1987); Santiago de Compostela, na Espanha (1989); Czestochowa, na Polônia (1991); Denver, nos Estados Unidos (1993); Manila, nas Filipinas (1995); Paris, na França (1997); Toronto, no Canadá (2002); e Colônia, na Alemanha (2005). A última foi em 2008, em Sidney, na Austrália, e contou com a presença de 600 mil jovens.
Em Madri, a JMJ começou no dia 16 de agosto e termina no dia 21. Na programação dos jovens há catequeses, missas, orações, palestras, apresentações musicais e de dança, além de uma vigília, quando o Papa Bento XVI vai ao encontro dos jovens.
Fim de semana de compromissos
Fazem parte da comitiva do governador em Madri o secretário de Estado de Turismo, Ronald Ázaro; o secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Rodrigo Neves. O prefeito do Rio, Eduardo Paes, também estará em Madri.
No sábado (20/08), o governador e o prefeito Paes participam, com o embaixador do Brasil em Madri, Paulo Cesar de Oliveira Campos, de um almoço no Hotel Intercontinental, pela bem-sucedida candidatura do Rio a sede da Jornada. Entre os 150 convidados, estão representantes da Igreja Católica, como o presidente da CNBB, cardeal arcebispo Raymundo Damasceno Assis; e o arcebispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta; além de autoridades brasileiras e do governo espanhol. À tarde, Cabral visita o Palco Brasil, montado na Praça Rio-Madrid, onde está representada a candidatura do Rio à Jornada Mundial da Juventude.
 
 
No domingo (21/08), o governador vai assistir à missa que encerra o evento, celebrada pelo Papa Bento XVI. Um grupo de 10 jovens brasileiros vai participar da cerimônia. Eles receberão das mãos do Papa a Cruz Peregrina, símbolo da jornada. À tarde, haverá uma coletiva de imprensa no Centro de Mídia. Em seguida, o Rio será oficialmente anunciado pelo Papa Bento XVI como a sede do evento em 2013.
Mundial de Judô
De Madri, o governador viaja para Paris, onde encontra a secretária de Estado de Esporte e Lazer, Márcia Lins, para participar da abertura do Campeonato Mundial de Judô de 2011, no Palais Omnisport de Bercy. Em 2013, o campeonato será realizado no Maracanãzinho, e deverá ser o maior dos próximos anos: são esperados cerca de 950 atletas e 550 dirigentes de 120 países.
Esta é a terceira vez que a cidade receberá o mundial. Em 2007, 123 países participaram do campeonato no Rio, número recorde até hoje. Desde então, o Rio de Janeiro tem investido no judô, tanto na construção de instalações como no investimento de bolsa atletas, além da realização de grandes eventos. Em julho do ano passado, durante a visita do presidente da Federação Internacional de Judô (FIJ), Marius Vizer, o governador Sérgio Cabral ofereceu todas as garantias para a realização do evento, fator primordial para a decisão do Comitê.
O Campeonato Mundial é a maior competição de judô, depois dos Jogos Olímpicos. O Mundial de 2013 acrescentará ainda mais valor ao calendário esportivo até as Olimpíadas de 2016, num processo de preparação para essa competição. Com isso, o Rio se consolida cada vez mais como a capital do esporte.
Em Paris, este ano, o campeonato acontece entre 23 e 28 de agosto. Ao todo, 949 atletas de 136 países participam da competição. O Brasil contará com a maior equipe de todos os tempos. Foram convocados os 19 judocas mais bem colocados no ranking mundial e com reais chances de defender o país nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

Fonte: Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.