Agricultura monta frentes de emergência para apoiar municípios atingidos

Equipamentos vão apoiar a recuperação de estradas vicinais e obras de dragagem
 

Em reunião presidida pelo governador Sergio Cabral e pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezzera, nesta sexta-feira (4/1), no Palácio Guanabara, o secretário de Agricultura, Christino Áureo, destacou que a secretaria está equipada para apoiar as ações emergenciais causadas pelas chuvas. O encontro teve como objetivo avaliar os danos provocados pelas enchentes, que já afetam oito municípios fluminenses, bem como definir ações para as regiões afetadas.

Na ocasião, Christino Áureo colocou à disposição da Defesa Civil a estrutura de máquinas e equipamentos do programa Estradas da Produção para colaborar na recuperação das estradas vicinais e apoiar o INEA – Instituto Estadual do Ambiente nas obras de dragagem de corpos hídricos.

Ele acrescentou ainda que, através do programa Rio Rural Emergencial, foram construídas 30 pontes em estradas vicinais de municípios da Região Serrana, atingidos pelas chuvas de janeiro de 2011. O investimento de R$ 4,4 milhões, com recursos do Banco Mundial, é parte das ações para a retomada do processo produtivo do setor agrícola nas áreas afetadas pela tragédia.

– O programa também aplicou R$ 14 milhões em obras e demais investimentos diretamente em propriedades de agricultores familiares beneficiando cerca de 2 mil empreendimentos em 124 comunidades rurais de municípios serranos – informou.

Para o secretário, a determinação do governador Sergio Cabral e do vice-governador Pezão para que cada pasta agisse rapidamente em apoio à população foi fundamental para amenizar as perdas nas regiões atingidas.

– A cada ano o Estado do Rio se prepara melhor para o enfrentamento dos desastres climáticos. Com certeza, neste ano estamos mais bem equipados do que no ano passado. Além disso, as ações de prevenção e alerta são fundamentais para salvar vidas. Temos muito a avançar, mas posso afirmar que o agricultor fluminense terá um apoio ainda mais efetivo da secretaria. As ações para a recuperação das lavouras afetadas com a enchente passada foram eficientes, tanto que houve um aumento de 5 % na produção agrícola da região, em comparação ao que era produzido antes do desastre – finalizou.

 

Governo do Rio

0 comentários