Obras de cadeias públicas em São Gonçalo entram na reta final

Conclusão de construção das duas unidades está prevista para o primeiro trimestre deste ano
 

As obras das cadeias públicas São Gonçalo ‘A’ e ‘B’, onde o Governo Estado está investindo um total de R$ 50,1 milhões, estão na reta final. A conclusão da construção das duas unidades prisionais está prevista para o primeiro trimestre deste ano. Em seguida, as unidades serão montadas e equipadas pela Secretaria de Administração Penitenciária.

 

Cada cadeia terá capacidade para 597 detentos. O uso de concreto pré-moldado com adição de fibras de polietileno confere às obras mais agilidade e precisão na construção, além do aumento nas condições de segurança das novas cadeias.

 

Externamente, as edificações serão protegidas por muro com 7 metros de altura. O conforto térmico foi outra preocupação: graças ao aumento do pé-direito das unidades, os ambientes ficarão mais ventilados. A utilização de grades na parte superior das celas e dos corredores também garante a circulação de ar.

 

Além disso, o amplo sistema de grades permite a redução no consumo de energia elétrica e melhora as condições de habitabilidade.

 

Celas especiais de isolamento

 

Outra novidade é a construção de celas especiais de isolamento para presos que se encontram em situação de risco e celas destinadas à visita íntima. As unidades também terão aposentos para portadores de necessidades especiais, áreas para atendimento médico, odontológico, ambulatorial e psicológico.

 

– O Estado foi pioneiro na busca de uma linha de crédito de R$ 157 milhões junto ao BNDES para projetos na área de segurança. Estes recursos garantiram a conclusão do programa Delegacia Legal e a implantação destas novas unidades prisionais – disse o coordenador do programa Delegacia Legal, César Campos.

 

Governo do Rio

0 comentários