Interditados quatro estabelecimentos que funcionavam como boate de forma irregular na Zona Sul

A boate Baretto-Londra, que funciona no Hotel Fasano, na Avenida Vieira Souto, nº 80, em Ipanema, foi interditada após os agentes constatarem o descumprimento do alvará
 

 

 

Agentes da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) interditaram quatro estabelecimentos comerciais que funcionavam irregularmente como boate na Zona Sul da cidade na noite de sexta-feira (01/02) e madrugada deste sábado (02/02). A ação teve início com a interdição da boate 00, na Avenida Padre Leonel França, nº 240, Gávea. O espaço possui alvará de funcionamento para bomboniere e não tem autorização para funcionar como boate. Os fiscais também constataram a ausência do documento de aprovação do Corpo de Bombeiros. Caso seja constatada desobediência no cumprimento da interdição o estabelecimento receberá multa no valor de R$ 603,63 por dia.

A boate Baretto-Londra, que funciona no Hotel Fasano, na Avenida Vieira Souto, nº 80, em Ipanema, foi interditada após os agentes constatarem o descumprimento do alvará, que também não autorizava o funcionamento de boate no local. O Londra possui alvará de funcionamento para atividade de bar e restaurante. Caso o estabelecimento desobedeça à interdição, será cobrada uma multa também no valor de R$ 603,63 por dia.

A fiscalização seguiu para o Barzin, na Rua Vinicius de Moraes, nº 75, em Ipanema. A boate que funcionava no local foi interditada pela equipe da Seop após constatação de descumprimento do alvará, que só permite o funcionamento de bar e restaurante. A Seop notificou ainda o estabelecimento a apresentar o documento do Corpo de Bombeiros que está pendente. Caso o responsável não apresente o documento em 48 horas o bar também será interditado. Durante a ação dois guarda-sóis, duas cadeiras e dois cones foram apreendidos pelos fiscais por estarem ocupando indevidamente a via pública.

O último alvo de fiscalização da noite foi o bar Milano Doc, na Rua Gomes Carneiro, nº 132, em Ipanema, interditado parcialmente pelos fiscais da Seop. O estabelecimento possui alvará de funcionamento de bar, restaurante e música ao vivo com até quatro instrumentos. Porém, durante a ação, fiscais flagraram a realização de um evento não-autorizado no 2º andar da casa com música mecânica (Dj) que foi cancelado pelos agentes. Cerca de 90 pessoas deixaram o local. As áreas de restaurante e bar permaneceram abertas.

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.