Ministério das Comunicações abre processo para verificar denúncias contra rádio de SP

As rádios comunitárias são, por lei, de utilidade pública, então caso os objetivos constitucionais não sejam atendidos, suas autorizações de funcionamento podem ser revogadas.
 

As diversas denúncias contra a rádio comunitária de Nova Independência (SP) fizeram com que o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, através de seu diretor do Departamento de Acompanhamento e Avaliação, Octavio Penna Pieranti, instaurasse um processo para averiguar as condições em que a emissora faz suas transmissões, informou o Jornal Dia Dia.

 
 
O ministro Paulo Bernardo afirmou que a fiscalização nas rádios comunitárias serão mais rigorosas, “principalmente em relação à proibição de venda de espaços comerciais”.
 
 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.