Operação dos Bombeiros com apoio da Seop interdita parcialmente três casas noturnas na Lapa

O Seop também interditou e multou estabelecimentos na Zona Sul em operação conjunta com a Sedecon
 

 

Uma ação conjunta do Corpo de Bombeiros e da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) realizada na noite de quinta-feira, 31 de janeiro,  interditou parcialmente as casas noturnas Sacrilégio, na Av. Men de Sá, 81 e o Carioca da Gema, na Rua Gomes Freire, 69, na Lapa. Os dois estabelecimentos foram interditados pelo Corpo de Bombeiros após serem constatados o descumprimento de normas de segurança como saídas obstruídas e a lotação das casas estarem excedidas. Mediante as irregularidades constatadas pelo Corpo de Bombeiros, a Seop também emitiu autos de interdição dos estabelecimentos e multou cada um deles no valor de R$1.247. Nos dois casos os agentes da Seop averiguaram a ausência da placa indicativa do horário de funcionamento e a falta de detectores de metal. Cada estabelecimento foi multado no valor de R$603 por cada uma dessas irregularidades constatadas.

 

 

 

O Centro Cultural Carioca, localizado na Praça Tiradentes, também foi interditado parcialmente pelo Corpo de Bombeiros por problemas de segurança, relacionados à saída de emergência. Após a constatação dos bombeiros, a Seop também interditou o local e aplicou multas por falta de detector de metal, no valor de R$603, e por propagação de ruído para o exterior, no valor aproximado de R$600 por dia.

 

 

 

Já o Bar Sinfonia na Avenida Mem de Sá, 88, Lapa, foi autuado pelos agentes da Seop após ser constatado o excesso do uso de mesas e cadeiras nas calçadas.

 

 

 

Seop e Sedecon/Procon Carioca interditam e multam estabelecimentos na Zona Sul e Centro

A Secretaria Municipal da Ordem Pública (Seop) em conjunto com fiscais da Secretaria Extraordinária de Proteção e Defesa do Consumidor (Sedecon/Procon Carioca) interditou e multou estabelecimentos comerciais que funcionavam sem alvará na noite desta quinta-feira, 31 de janeiro.

 

 

 

A primeira ação dos agentes da Seop foi a interdição da boate Mud Bug, em Copacabana. A casa, na Rua Paula Freitas 55 loja A, tinha o alvará cassado pela Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF), órgão da Seop. A Mud Bug  foi multada 54 vezes por funcionar em desacordo com as atividades descritas no alvará, totalizando R$29.441,03. A fiscalização da Sedecon aplicou multa no estabelecimento, baseada no artigo 39 do código do consumidor, inciso 8, por oferecer ao público produtos ou serviços em desacordo com as normas expedidas pelos órgãos oficiais competentes. O valor da multa aplicada ainda será definido e poderá ser entre os valores de 100 mil e 6 milhões de reais.

 

 

 

Outro ponto de fiscalização da Seop foi a Casa de Festas Infantil Alakazan, que funcionava na rua Almirante Cochrane 84, Tijuca. A casa não tinha alvará e já havia sido infracionada 13 vezes. Nenhum responsável pelo estabelecimento foi encontrado no local. A casa de festas teve um auto de notificação de interdição afixado na porta.

 

 

Já a OCC, na rua da Carioca 64, Centro, também teve uma notificação do edital de interdição afixado na porta. Nenhum responsável pelo estabelecimento foi encontrado no local. Caso o estabelecimento desobedeça a interdição, a Sedecon poderá aplicar multa.

 

 

No final da operação, os agentes da Seop impediram a realização de um evento na churrascaria Fogo de Chão, em Botafogo. O evento ocorreria em uma balsa para um público, estimado pelos organizadores, de 700 pessoas. A Sedecon/Procon Carioca notificou os responsáveis para que informem oficialmente ao público pagante a política de devolução do dinheiro das entradas.  

 

 

Na quarta-feira 30, fiscais da Seop interditaram por problemas na documentação as boates Le Boy e Mariuzinn e o Bronx Bar, todos em Copacabana.

 

 

 

Assessoria de Imprensa – Seop | www.rio.rj.gov.br/web/seop

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.