Áreas pacificadas têm aumento de emprego e renda

Na Rocinha, "boom" de empreendimentos comerciais facilita a empregabilidade
 

A pacificação tem aumentado a oferta de emprego e renda em comunidades do Rio de Janeiro. Na Rocinha, um verdadeiro boom de empreendimentos comerciais está facilitando a empregabilidade de moradores que antes precisavam sair da comunidade em busca de oportunidades. É o caso de Inara Moraes, de 20 anos, que conseguiu uma vaga em uma loja de bijuteria da favela da Zona Sul do Rio.

 

– É uma ótima chance, principalmente pela localização. É a primeira vez que trabalho na minha comunidade. Agora, existe essa facilidade – disse a vendedora. Para moradores da Rocinha como o gerente de uma loja de eletrodoméstico Leonardo Santos, trabalhar próximo de casa está sendo também econômico, já que não é preciso gastar dinheiro com refeição ou transporte. Ele pode almoçar em casa e ir para o trabalho a pé.

 

– Podemos economizar comesses gastos que seriam necessários se trabalhássemos fora – afirmou Leonardo. O contato com os profissionais mais antigos e experientes é outro fator que está contribuindo para o crescimento profissional dos novos funcionários e moradores da Rocinha. Segundo o gerente-geral da loja onde Leonardo
trabalha, Marcelo Augusto, a implantação da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) foi fundamental para o funcionamento do empreendimento.

 

– Fiquei impressionado com a capacidade dos moradores para a área de vendas. Me sinto um caça-talentos andando na Rocinha – explicou Marcelo.

 

A chegada de novos empreendimentos também motivou a revitalização da Associação Comercial da Rocinha. Uma pesquisa irá levantar a inauguração de empresas e o desenvolvimento de comércios na comunidade.

 

Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.