Banco de Leite ajuda na recuperação de bebês prematuros

Hospital Estadual Adão Pereira Nunes conta com uma equipe que coleta o alimento
 

A doação de leite de mães em bom estado de saúde tem ajudado na recuperação de bebês prematuros. Isso porque o leite materno é o único que, além de alimentar, possui anticorpos que protegem os recém-nascidos internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Um exemplo deste trabalho vem do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, que conta com uma equipe que coleta o leite das mães internadas, além de prestar orientação de como fazer a captação. No Hospital de Saracuruna, entre 15 e 20 bebês ganham o leite todos os meses.

 

– O bebê recebe um leite que tem um componente imunobiológico maior. Ele não só alimenta a criança, mas funciona como uma vacina oral, porque tem uma série de fatores de defesa do organismo. Com o leite materno, esse bebê tem uma resposta melhor ao tratamento e reduz sua internação hospitalar. Além, é claro, de ganhar peso – explicou a coordenadora médica do Banco de Leite, Lucila Prata.

 

Mães que quiserem contribuir fazendo doações podem ligar para o Disque-Amamentação (21) 3675-0910. O estado conta atualmente com 17 bancos de leite.

 

O Banco de Leite Humano Enfermeira Gilsara Bonfim, do Hospital Adão Pereira Nunes, colhe os frutos do trabalho que realiza na captação de doadoras de leite humano. Em 2009, ele foi um dos homenageados na solenidade organizada pela Rede-Rio e pela Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano.

 

O leite humano também atua no fortalecimento do sistema imunológico do bebê, sendo eficaz na prevenção de doenças, como obesidade infantil e hipertensão.

 

– A amamentação traz incontáveis benefícios tanto para o bebê quanto para a mãe, atuando como uma poderosa ferramenta de prevenção ao câncer de mama – disse Flávio Monteiro, obstetra da Secretaria de Saúde.

 

Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.