Complexo do Alemão ganha Centro de Treinamento de Artes Marciais

Espaço instalado na sede da UPP Fazendinha oferece judô e jiu-jítsu a 60 crianças da comunidade
 

A partir da próxima segunda-feira (18/3), 60 crianças do Complexo do Alemão começam a receber aulas de judô e jiu-jítsu no Centro de Treinamento de Artes Marciais Soldado Francisco Rufino, inaugurado neste sábado (16/3) na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Fazendinha. A iniciativa, parceria do Governo do Estado com a Legião da Boa Vontade (LBV) e empresas privadas, visa dar instrumentos de cidadania e disciplina aos jovens.

 

– A UPP é sinônimo de fé e esperança, esperança na mudança do futuro dessas crianças. A parceria do governo com a LBV para desenvolver núcleos de ensino desportista está implantada em 11 UPPs e o objetivo é ampliar esse número – disse o secretário de Esporte e Lazer, André Lazaroni, que participou do evento.

 

Atletas do cenário das artes marciais compareceram à cerimônia de inauguração do centro da Fazendinha, como Minotouro, Murilo Bustamante, Julinho Muniz, Amauri Bitetti e Professor Tico. O espaço conta com sacos de 180 kg e 120 kg, um boneco boxeador e um tatame de 40 milímetros, mesmo modelo utilizado nos principais centros de treinamento do país. O tatame foi doado pelo treinador do campeão Anderson Silva, Ramon Lemos.

 

– As artes marciais mudam o comportamento da criança, desenvolvem a concentração e permitem o melhor desempenho educacional. Além de tudo, troca os exemplos deles dos bandidos e das drogas para os desportistas – explicou o lutador de MMA e medalhista de bronze dos Jogos Panamericanos de 2007, Antonio Rogério Correia Nogueira, o Minotouro.

 

O centro de treinamento ocupará uma antiga base comunitária da UPP, na Rua Antônio Austregésilo, no alto da comunidade, e foi reformado e adaptado para a prática esportiva com a ajuda de empresas apoiadoras da iniciativa. As aulas para crianças e jovens de 8 a 17 anos serão realizadas por três policiais professores, que voluntariamente se uniram para compor o time de instrutores do projeto. Na unidade de polícia, já são realizadas aulas de reforço escolar e música.

 

– Aqui, se tivermos notas ruins na escola, somos suspendidos – disse Daniel Torres, de 10 anos, aluno do projeto e uma das promessas no tatame.

 

Aula inaugural

A aula inaugural deste sábado foi realizada pelo treinador do atleta Anderson Silva, Ramon Lemos. O primeiro aluno a ‘lutar’ com o mestre foi Mateus Pereira, de 10 anos. Na primeira exibição não se intimidou. Grudou nas costas do lutador, tentando se equilibrar o máximo de tempo possível sem cair no chão. Ficou cerca de 1 minuto e 10 segundos.

 

Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.