Estado oferecerá curso de idiomas e de hospitalidade para taxistas

Projeto irá capacitar motoristas para recepção de turistas nos grandes eventos
 

O secretário de Turismo, Ronald Ázaro, assinou nesta terça-feira (19/3) um termo de cooperação com a Universidade Federal Fluminense (UFF) para a criação do projeto-piloto “Taxista boa praça”, que oferecerá curso gratuito de inglês e espanhol para taxistas, além de aulas sobre como receber turistas. A iniciativa tem o objetivo de capacitar os profissionais para os grandes eventos esportivos e religiosos que serão sediados na capital fluminense até 2016.

 

O curso disponibilizará mil vagas (700 para o Rio de Janeiro e 300 para Niterói), fornecerá material didático gratuitamente e terá duração de 160 horas, com aulas em dias de semana alternados. A estimativa é que as aulas sejam concluídas em cerca de três meses. Ao final do curso, os taxistas receberão diploma e um selo de qualidade que ficará afixado no veículo durante todos os eventos. As aulas da primeira turma começarão em abril e as inscrições poderão ser feitas pelo site da Secretaria de Turismo,www.rj.gov.br/web/setur, em data ainda a ser determinada.

 

Para ampliar a difusão do projeto entre os motoristas profissionais, os sindicatos dos taxistas do Rio e de Niterói receberão informações sobre as aulas do curso e a data de inscrição. Ao término do projeto-piloto, novas vagas serão abertas.

 

– O convênio com a UFF é emblemático porque o curso de turismo da universidade completa 10 anos. Essa parceria servirá para ampliar os números sobre turismo, levantar indicadores e montar um plano de dados que vai nos dar uma visão mais profissional do setor, contribuindo para alavancar o desenvolvimento econômico do estado. Além disso, não somente os taxistas do Rio, mas também os de Niterói, serão beneficiados com o projeto de qualificação profissional – explicou Ronald Ázaro.

 

O taxista Edson Alves Neto, de 58 anos, aprova a iniciativa de oferecer curso gratuito de capacitação para motoristas.

– É um projeto importante porque a maioria dos taxistas não fala inglês ou espanhol, e uma das maiores dificuldades é justamente se comunicar com passageiros de outros países. A gente tem que ficar fazendo gestos e pedindo para ver o papel onde estão anotados os endereços. Acho que esse curso vai ajudar muitos taxistas que não têm condições de pagar cursos de idiomas – disse o motorista, que trabalha em um ponto de táxi na Urca há 16 anos.

 

Para o taxista Sérgio Gonçalves Vieira, de 48 anos, que trabalha há dois anos no Shopping Rio Sul, o projeto surge em hora propícia, por conta da proximidade da Copa das Confederações, que acontece em junho, e da Jornada Mundial da Juventude, que será realizada em julho.

– Com os grandes eventos, a tendência é que o número de turistas estrangeiros aumente ainda mais, então, os motoristas precisam estar preparados. Esse curso beneficiará não só os taxistas como também os turistas, que serão melhor recepcionados – afirmou o taxista.

 

Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.