Poupança da Caixa tem captação recorde em fevereiro

Participação do banco no mercado de poupança chega a 35,23%
 

A Caixa Econômica Federal obteve o melhor desempenho da história em captação de poupança em um mês de fevereiro. A captação líquida da Poupança da CAIXA foi de R$ 893 milhões, totalizando um saldo de R$ 178 bilhões.

 

 

Em fevereiro, a participação da CAIXA no mercado de poupança chegou a 35,23%, o que mantém a liderança do banco no mercado. Para o diretor executivo de Pessoa Física da CAIXA, Édilo Valadares, “o bom desempenho é atribuído às características do produto, que oferece simplicidade, segurança e liquidez”.

 

 

Poupança nos Correspondentes:

Oito meses após o início da oferta da poupança nas unidades lotéricas e nos correspondentes CAIXA Aqui, a CAIXA atingiu a marca de 1,5 milhão de contas abertas. “Essa estratégia tornou a Poupança da CAIXA ainda mais acessível às famílias das classes C, D e E, principalmente para as que vivem em locais com baixa cobertura de agências, como periferias dos grandes centros e municípios do interior do país”, explicou Édilo.

 

 

Para o cliente abrir uma conta-poupança nos Correspondentes, basta apresentar original e cópia do documento de identidade e do CPF. Não há pagamento de tarifa de manutenção da conta e de emissão do cartão magnético. Na abertura da conta, o cliente cadastra sua senha e realiza o primeiro depósito, sem valor mínimo. O cartão de débito é entregue pelo correio, no endereço cadastrado.

 

 

 A conta tem um limite mensal de depósitos e movimentações de até R$ 2 mil. Caso o cliente queira movimentar valores acima desse limite, deve comparecer à agência da CAIXA de vinculação da conta e apresentar os documentos de identidade e CPF, além do comprovante de endereço. No mesmo dia, o cliente já pode realizar seus depósitos sem limite de valor e movimentar a conta com o mesmo cartão de débito.

 

 

 

11/03/2013
Assessoria de Imprensa da CAIXA
(61) 3206-4488/4487
www.caixa.gov.br/imprensa | @imprensaCAIXA | imprensa@caixa.gov.br

0 comentários