Procon assina termo de cooperação para Jornada Mundial da Juventude

Evento faz parte das comemorações pelo Dia Mundial do Consumidor
 

O Procon-RJ, órgão ligado à Secretaria de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon), participou nesta sexta-feira (15/3) da assinatura do termo de cooperação com a Arquidiocese do Rio para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que acontece no Rio de Janeiro, de 23 a 28 de julho.

O evento faz parte das comemorações pelo Dia Mundial do Consumidor e marca o início da parceria do Procon-RJ com a Arquidiocese, que tem como objetivo a defesa e proteção do consumidor visitante, brasileiro ou estrangeiro, que participarão do evento.

Com um auditório praticamente lotado, foram passados vídeos mostrando a expectativa da cidade e de seus jovens voluntários à espera do evento e de seus peregrinos, que serão acolhidos por todo o Rio.

Estiveram no evento de assinatura do termo o arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, o presidente do Procon-RJ, Rodrigo Roca, o diretor jurídico do Procon, Carlos Edison Monteiro, e o representante do Governo do Estado, Luiz Carlos Pugiali, um dos organizadores do evento em julho.

– Participar da JMJ, que é o primeiro dos grandes eventos que vão acontecer no Rio, é um grande desafio. Trabalharemos juntos com a Arquidiocese para proteger o consumidor visitante. Esse evento pode trazer o espírito de valores da sociedade de volta, e estamos felizes em poder colaborar – afirmou o presidente do Procon-RJ, Rodrigo Roca.

Para o arcebispo Dom Orani, a parceria é muito importante para garantir o melhor serviço a todos os jovens que participarão do encontro com o Papa Francisco.

– Nossa organização deve ser a melhor possível em todos os aspectos. E, para isso, contamos com todas as esferas do governo e outras entidades que nos ajudam tanto. Por isso agradecemos ao Procon. Este protocolo vai gerar um benefício muito grande para o nosso trabalho – disse o arcebispo do Rio.

 

Palestra Direito do Consumidor em grandes eventos

Na mesma ocasião, o diretor jurídico do Procon-RJ, Carlos Edison do Rego, palestrou sobre os desafios da proteção ao consumidor em grandes eventos. A palestra, que contou com a participação de voluntários da JMJ, explicou as diretrizes de atuação do Procon e apresentou as informações sobre os direitos e deveres do turista consumidor.

O objetivo era fazer uma ação preventiva de conscientização e divulgação de informações centrais. Ele lembrou que a Jornada vai receber um grande número de turistas do Brasil e do mundo e que é preciso que o Rio de Janeiro esteja preparado para proporcionar o que eles esperam encontrar aqui.

O diretor explicou também que o consumidor tem assegurado pelas normas brasileiras o direito de cancelamento em até sete dias e, caso este prazo seja extrapolado, a multa não pode chegar a mais de 20% do valor do serviço.

O diretor apontou como principais desafios da autarquia durante a JMJ medidas que contemplem acolhimento, informação, sustentabilidade, tutela coletiva e prevenção. Os voluntários que participaram do evento receberam o Código de Proteção e Defesa do Consumidor.

 

Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.