Sobe para 17 o número de mortos em decorrência da chuva em Petrópolis

Em Magé, município limítrofe a Duque de Caxias e Petrópolis, um dique do Rio Roncador se rompeu inundando o bairro Roncador e deixando várias famílias desalojadas
 

Subiu de 16 para 17 o número de mortos em decorrência das fortes chuvas que atingiram o município de Petrópolis, na região serrana fluminense, entre domingo (17) e segunda-feira (18), segundo a Defesa Civil Estadual. O corpo foi resgatado no bairro da Quitandinha, o mais afetado pelo temporal. Mais três pessoas morreram na área.

 

No bairro de Bingen, também foram registradas quatro mortes. Outras mortes ocorreram nos bairros de Independência, Alagoas, Lagoinha e Doutor Thouzet.

 

A cidade registrou 21 pontos de escorregamento e alagamento. Cerca de 250 bombeiros continuam trabalhando em ações de resgate no município. A previsão para esta terça-feira (19) é chuva fraca, com tendência de melhora a partir de amanhã (20).

 

Em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, não houve mortes, mas cerca de 200 pessoas ficaram desabrigadas por causa da cheia dos rios que cortam o município. As áreas mais afetadas são aquelas que fazem limite com Petrópolis, como Xerém e Santa Cruz da Serra.

 

Em Magé, município limítrofe a Duque de Caxias e Petrópolis, um dique do Rio Roncador se rompeu inundando o bairro Roncador e deixando várias famílias desalojadas.

 

Agência Brasil

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.