Trabalho individual estimula alunos em Itaperuna

Professores com tempo livre no contraturno ajudam estudantes com dificuldades
 

Colégio Estadual Chequer Jorge, em Itaperuna, no Noroeste Fluminense, desenvolveu o projeto Adotar para Educar, com o objetivo de sanar as principais dúvidas dos estudantes do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental, nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática. Para identificar as principais dificuldades dos alunos, foi aplicada, em 2012, uma avaliação das disciplinas. A partir do resultado, a direção propôs aos professores da unidade escolar a adoção de estudantes que não obtiveram bom desempenho.

 

– Criamos esse projeto que permite um maior envolvimento e parceria entre professores e alunos. É feito um trabalho individual que possibilita conhecer não só as dificuldades dos estudantes na absorção dos conteúdos, mas também sua realidade fora do ambiente escolar – afirmou Alexandro Cunha Silva, diretor- adjunto da unidade.

 

O diretor explicou que todos os professores são convidados a participar do projeto, independentemente da disciplina que lecionam. O material trabalhado é fornecido pela direção da escola.

 

– O professor que tem um tempo livre no contraturno pode fazer parte do projeto. Ainda temos 18 alunos do 5º ano para serem “adotados”. No ano passado, fizemos um ótimo trabalho. Imagino que se começarmos essa ação no início do ano letivo, não teremos nenhum aluno com baixo rendimento – disse o diretor.

 

Segundo Alexandro Silva, as metas do projeto para este ano são: alcançar a maior média do 5º ano no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) e superar a nota do 9º ano no Ideb 2011 (de 6 para 6,5).

 

Outros projetos de sucesso

 

Além do reconhecimento pela excelência e liderança em gestão escolar, o Colégio Chequer Jorge desenvolve projetos de sucesso, entre eles o Além dos Muros da Escola, que consiste no acompanhamento dos alunos fora da unidade escolar. Outra estratégia é a motivação por meio de metas, que permite o acompanhamento das notas.

 

Governo do Rio

0 comentários