Transmídia será tema de painel do Cecid no Rio Info 2013

No tempo onde o desenvolvimento tecnológico acontece de forma acelerada, muitas apostas são feitas
 

Fenômeno de conteúdos em plataformas múltiplas trás mudanças e oportunidades para a indústria criativa e para o setor de TI. 
Com a criação de novas tecnologias, como e-books celulares com TV digital, tablets e etc, surge também o transporte de informações em diversas plataformas de comunicação. A transmídia, como é chamado esse fenômeno, será abordado nos painéis do Cecid- Centro Experimental de Conteúdos Interativos Digitais-, durante a realização do Rio Info2013.

 

O Cecid, que é um projeto da Riosoft com apoio financeiro da Finep e do Sebrae/RJ, está se mostrando na vanguarda no debate a respeito de novas tendências tecnológicas voltadas para interatividade digital. Na última edição do Rio Info, a iniciativa teve diversos painéis que discutiram sobre a Convergência Digital, e manterá a tradição neste ano de trazer a tona assuntos que estão em voga no mundo da tecnologia interativa durante o maior evento de tecnologia da informação do Brasil.

 

“Temos buscado debater a questão da convergência digital e das oportunidades que estão surgindo com essas todas as mudanças, que primeiro começou com os jornais, música e agora vídeos. É visível o crescimento de portais de vídeos e o aumento de pessoal que assistem TV pelo computador”, afirma John Forman, vice presidente do TI Rio e coordenador do Cecid.

 

Cada vez mais se percebe que não existe um determinado conteúdo voltado apenas para uma única plataforma. Jornais e revistas, que antes eram apenas impressos, agora são acessíveis pelo computador e por dispositivos móveis como smart phones e tablets. O mesmo vem acontecendo com programas de TV, rádio, filmes. Ainda que um material tenha sido desenvolvido para determinado canal, facilmente encontraremos um grande conteúdo sobre este mesmo material, desenvolvido para as mais diferentes plataformas.

 

“Não se lança um filme apenas na TV ou no cinema. O lançamento também acontece na internet, cria-se perfis dos personagens nas redes sociais. Trailer em sites de vídeo, joguinhos, aplicativos para tablets e celulares”, explica Forman. E segundo ele, essa nova tendência além de mudar a forma de se produzir conteúdos, trata-se se uma transformação significativa na indústria criativa. Pois, Setores que antes não comunicavam, estão vendo nesse novo tempo a importância de se estar em sintonia.

 

Com o aumento da produção áudio visual, o setor de TI tem percebido o crescimento da demanda para criação de canais complementares, aplicativos e site com uma conotação muito mais interativa. “A linha de produção de um filme, um documentário ou programa de televisão, toda ela é baseado na TI. Por isso levaremos o tema da transmídia para o Rio Info 2013, para explicar o que é isso efetivamente e quais são as oportunidades que surgem com esse fenômeno”, ressaltou John.

 

O propósito do cecid justamente olhar o que está acontecendo na vanguarda no desenvolvimento tecnológico relacionado com interatividade e perceber o que pode mais rapidamente se tornar algo de fato. Visto que nem sempre uma tecnologia se torna um produto de mercado, o que pode ser também uma questão de time. “Há 10 anos se tentou criar o conceito dos tablets, mas a tecnologia não estava madura. Precisou de uma década para a coisa se fato acontecer”, esclarece.

 

No tempo onde o desenvolvimento tecnológico acontece de forma acelerada, muitas apostas são feitas. Umas dão certo e outras não, e na opinião de Forman, ninguém tem a resposta correta. “O jeito é acompanhar as que estão mais em voga compartilhar isso. Por exemplo, fizemos um curso de vídeos interativos para dispositivos móveis moveis. Até porque algumas tecnologias começam com entretenimento, mas podem acabar tento outros desdobramentos. Na área da educação, dizem que não será mais necessário levar livros para escola com o surgimento dos tablets. Mas basta colocar o livro dentro do tablet, ou há espaço para repaginar o conceito dos livros, tornando-os mais interativos?”, salientou.

www.rioinfo.com.br

 

Assessoria

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.