Aeronaves da PM vão ganhar câmera de alta definição

Helicópteros estão sendo preparados para receber o equipamento
 

As aeronaves da Polícia Militar estão sendo equipadas com tecnologia de ponta para receber uma câmera de alta definição que vai ajudar no patrulhamento preventivo da cidade. O equipamento importado, utilizado pelas forças armadas americanas, é uma doação do Ministério da Justiça. O início de sua operação já tem data marcada: a Copa das Confederações, em junho.

 

Dois helicópteros do modelo Esquilo já foram enviados para o Rio Grande do Sul para terem instalados o kit de operação, com o sistema de transmissão de imagens. O terceiro será homologado assim que as duas aeronaves retornarem ao Rio. A supercâmera tem previsão de entrega para maio.

 

Dotado de um sensor capaz de registrar imagens noturnas através do calor dos corpos, o equipamento conta ainda com um sofisticado sistema de zoom e giro-estabilização. A câmera permite a detecção térmica a distâncias superiores a 16 quilômetros e identifica um alvo, do tamanho de um veículo, a 5 km.

 

– Ela tem também um medidor de distância a laser, gravador de vídeo e permite a integração com mapas eletrônicos, o que vai nos dar precisão nos endereços. É um salto tecnológico que a polícia está recebendo – afirmou o comandante do Grupamento Aeromóvel (GAM), tenente-coronel Miguel Ramos.

 

Inicialmente, uma antena de recepção será instalada no Sumaré. De lá, será possível transmitir as imagens para o Centro de Comando e Controle (CICC) ou para o Centro de Operações da PMERJ, no Quartel-General (veja ilustração ao lado). O material capturado fora do raio de 30 quilômetros de distância da antena será gravado e passado posteriormente para a corporação. A área de atuação será determinada pela mancha criminal da cidade, baseada em registros de ocorrência e dados do Instituto de Segurança Pública (ISP).

 

O Projeto de Policiamento Aéreo 2012-2016 prevê ainda a compra de mais duas supercâmeras e a instalação de outras duas antenas de recepção, entre outros avanços.

 

Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.