Agentes do Comando de Operações Especiais da PM treinam no Corcovado

Simulações de ações contra terror e resgate de reféns fizeram parte do exercício preparatório para a JMJ
 

Cerca de 70 homens da Unidade de Intervenção Tática (UIT) do Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ) realizaram, na manhã deste sábado (6/4), um treinamento no Corcovado, a fim de preparar os agentes para atuar durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ). O evento, que será realizado em junho, com a presença do Papa Francisco, deve reunir cerca de dois milhões de turistas.

Os exercícios de ambientação operacional foram feitos antes das 8h, para não atrapalhar a visitação turística, e incluíram desembarque de helicóptero, com policiais descendo por rapel, emprego de tropa em ação tática de retomada do trem do Corcovado, com cães da raça Pastor Holandês, e ações com atiradores de precisão portando fuzis calibre 762. O treinamento é parte de um programa que prioriza a preparação para crises, envolvendo tomada de reféns em pontos turísticos, sejam elas causadas por criminosos comuns ou terroristas.

– O saldo do treinamento foi muito positivo. Estamos priorizando os pontos turísticos e os transportes de massa. É importante que a população tenha ciência de que estamos prontos para receber os turistas – disse o major Ivan Blaz, relações-públicas do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

Segundo o major, o Corcovado é um dos locais nos quais a polícia focará sua atuação, durante os grandes eventos que a cidade receberá – incluindo a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 – já que ali passam cerca de 12 mil pessoas por dia. Nos seis dias de JMJ, por exemplo, a visitação ao Cristo Redentor ficará aberta, inclusive à noite e durante a madrugada.

– Hoje (sábado), montamos mais um protocolo de ação. Trabalhamos com o nosso limite operacional – explicou o major.

Os policiais também utilizaram, nos exercícios, tecnologias como cabos de fibra ótica, pequenos robôs com câmeras e microfones de parede.

O treinamento envolveu agentes do Bope, do Batalhão de Ações com Cães (BAC) e do Grupamento Aeromóvel (GAM), além de 12 viaturas e uma aeronave. Os exercícios também contaram com a atuação do Grupo de Resgate e Retomada (GRR) e com o apoio do Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPTur).

 

Governo do Rio

0 comentários