Comunidades terapêuticas não mais poderão fazer internações involuntárias

O projeto de lei vai sofrer alterações
 

projeto de lei que amplia as internações involuntárias de dependentes de drogas deverá sofrer alterações, numa tentativa de garantir a votação da proposta no plenário da Câmara. O relator do projeto disse que excluirá do texto final dois pontos entre os mais polêmicos e controversos, atacados em notas técnicas de três ministérios: a criação de um cadastro nacional de usuários de drogas e o fichamento de alunos — função que ficaria a cargo de professores e diretores — usuários ou sob suspeita de uso de substâncias ilícitas.

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.