Estado entrega o novo Maracanã

Paixão do torcedor vai conviver com beleza, segurança e conforto no Templo do Futebol
 

Ele é um gigante de 63 anos que, todo revigorado, será reapresentado novíssimo, moderno e bonito. Algumas décadas de história chegam agora a outro momento, quando a paixão do torcedor vai conviver com segurança, conforto e tecnologia.

 

– Assim que o Brasil foi escolhido sede da Copa de 2014, o Governo do Estado constatou que o Maracanã de 1950 não cumpria mais os requisitos atuais para a Copa do Mundo. Tínhamos então duas opções: ou o reconstruíamos internamente, mantendo a sua fachada, ou ele ficava fora da Copa. A opção foi a de remodelá-lo. Nenhum brasileiro cogita ter uma Copa do Mundo no Brasil sem o Maracanã – disse o secretário da Casa Civil, Regis Fichtner.

 

Neste sábado (27/4), um evento-teste vai experimentar as novas instalações que serão entregues à torcida brasileira no próximo dia 2 de junho, quando a Seleção Brasileira jogará contra a Inglaterra. O projeto de reforma foi adequado às exigências da Fifa, entre acessibilidade, segurança, conforto e visibilidade.

 

No lugar das cinzentas arquibancadas em concreto, cadeiras distribuídas com as cores da bandeira do Brasil vão receber o público durante os jogos e os espetáculos, que a partir de agora tomarão o novo Maracanã, junto com o padrão tecnológico e de funcionalidade.

 

– Com o novo Maracanã, o Rio de Janeiro tem hoje o melhor estádio de futebol do mundo. Ele conta um sistema de catracas eletrônicas de última geração, mais de 300 câmeras de segurança, quatro grandes telões de alta resolução, sistema de som impecável, um moderno sistema de irrigação, lounges climatizados com mais de cem televisores, vestiários amplos e confortáveis, iluminação perfeita, acessos amplos, entre outras facilidades. O público assistirá ao jogo mais perto do campo. Tudo isso sem que ele perca a sua personalidade e o seu charme – afirmou Fichtner.

 

Gestão do espaço

 

O Governo está realizando uma licitação pública para definir um parceiro privado que, fiscalizado pelo Estado, fará a gestão do Maracanã com padrões internacionais de qualidade.

 

– A missão principal do Estado é prover serviços públicos essenciais, como educação, saúde e segurança. Não lhe cabe administrar um complexo esportivo do nível do Maracanã – explicou o secretário.

 

O governo estadual aproveita a concessão para transformar também o entorno do estádio, prevendo a abertura de espaços para o escoamento do público, a montagem das estruturas temporárias da Copa e das Olimpíadas, e a construção de museus, restaurantes, bares, lojas e estacionamento.

 

O Estado construirá um novo estádio de atletismo de padrão internacional em terreno próximo, em substituição ao Célio de Barros – que não preenche mais as condições para sediar eventos –, um novo Júlio de Lamare, também de padrões internacionais, além de retirar da Quinta da Boa Vista um presídio degradado.

 

Confira as novidades

 

– Catracas eletrônicas de última geração
– Mais de 300 câmeras de segurança
– Quatro grandes telões de alta resolução
– Sistema de som impecável
– Moderno sistema de irrigação
– Lounges climatizados com mais de cem televisores
– Vestiários amplos e confortáveis
– Iluminação perfeita
– Acessos amplos

0 comentários