Governo do Estado prepara novo concurso para auditor fiscal

Serão oferecidas 100 vagas na quinta seleção realizada pela Secretaria de Fazenda
 

A Secretaria de Fazenda irá realizar novo concurso para auditores fiscais. A autorização já foi publicada no Diário Oficial do Estado. A quinta seleção pública realizada pelo Governo do Estado oferece 100 vagas ainda este ano. A organizadora do concurso ainda será escolhida.

Em 2007, havia grande déficit de auditores nessa categoria. De lá para cá, foram empossados 590 auditores, com o objetivo de reforçar a excelência dos serviços da Secretaria de Fazenda, além de aumentar o quadro da atividade-fim da secretaria.

Além dos cinco concursos para auditores fiscais, a Fazenda realizou duas seleções para a categoria de Oficial de Fazenda e três para Analista de Controle Interno, além de ter criado a categoria de Analista de Finanças Públicas, para a qual também já houve concurso. Até hoje, foram empossados 789 servidores.

No próprio ano de 2007 foi realizado o primeiro concurso desta gestão, após 18 anos sem ampliação dos quadros de auditores. A Secretaria de Fazenda vai manter a meta de realizar novos concursos periodicamente para o preenchimento de 100 vagas cada. A estratégia é treinar os novos servidores com o máximo de atenção para que estejam preparados para desempenhar a função.

O secretário Renato Villela lembra que a carreira fiscal é de grande importância para o Estado e deve ser composta por profissionais muito qualificados, já que são encarregados de zelar pela correta arrecadação dos tributos essenciais para garantir o bom funcionamento da máquina pública.

Entre as atribuições dos fiscais de rendas está o exercício das atividades de tributação, fiscalização, arrecadação, cadastro, planejamento e informações econômico-fiscais da Secretaria de Fazenda. Ou seja, é o fiscal de rendas que garante o ingresso, nos cofres públicos, dos recursos essenciais à manutenção da máquina estatal e aos investimentos capazes de promover o desenvolvimento socioeconômico do Estado.

 

Governo do Rio

0 comentários