Into inaugura centro especializado em trauma ortopédico

Unidade amplia o acesso de pacientes adultos e idosos do Rio de Janeiro às cirurgias de alta complexidade
 

O Ministério da Saúde amplia e qualifica o atendimento em trauma no Sistema Único de Saúde (SUS) do Rio de Janeiro com a inauguração do Centro de Trauma Referenciado, serviço especializado em trauma para pacientes adultos e idosos que necessitam de cirurgias ortopédicas de alta complexidade, do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into).

A unidade vai ampliar a assistência especializada na área de trauma, oferecendo suporte do Into aos centros do estado já existentes para a realização de cirurgias ortopédicas de alta complexidade. Entre as unidades de Saúde assistidas, destaca-se o atendimento referenciado a pacientes dos hospitais municipais Miguel Couto e Souza Aguiar, no Rio de Janeiro e da Posse, em Nova Iguaçu, onde estão concentradas as demandas de toda a região da Baixada Fluminense.

“O Into é um dos mais bem equipados institutos de todo o Brasil e já tem um grande acúmulo na área de pesquisa, inovação e de assistência. Com as novas instalações, será possível realizar projetos como esse, articulado com o Estado e com as prefeituras. Trazer pacientes do interior referenciados e bem indicados vai contribuir para a redução da fila de espera da ortopedia, um dos nossos objetivos”, disse. Para o secretário, este centro vai agilizar e qualificar o atendimento na área de trauma e melhorar a vida das pessoas no Rio de Janeiro, que precisam deste tipo de acolhimento.

O diretor geral do Instituto, Marcos Musafir disse que com o centro referenciado, o paciente traz todas as informações de onde teve o primeiro atendimento, através do sistema de regulação. “O profissional de saúde terá as orientações básicas e o protocolo clínico a ser seguido para o encaminhamento dos casos que tenham o perfil de maior complexidade ortopédica”, completa.

CIRURGIAS – Este ano, o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into) já realizou 700 cirurgias de trauma. A maioria vítimas de acidentes de trânsito com casos de fratura, politraumatismo e quedas em domicílio sofridas por idosos. Com a ampliação da rede, a previsão é que o Instituto realize, anualmente, aproximadamente duas mil cirurgias.

 

Agência Saúde

0 comentários