Jornais de 11 países da América Latina discutem futuro da web no RJ

O encontro servirá ainda como uma grande reunião de pauta, na qual diretores de redação, editores executivos e coordenadores dos 11 países vão escolher os principais assuntos, que guiarão as próximas reportagens especiais do GDA.
 

Desde o dia 10 de abril está sendo realizado no Rio de Janeiro o encontro da maior rede de mídia da América Latina. Representantes do Grupo de Diários América (GDA) estão na cidade para discutir o mercado digital e traçar os próximos passos da organização formada por veículos de 11 países da região. 

 

O GDA tem mais de 20 anos e conta com 2.500 jornalistas, que publicam cerca de 700 notícias e 500 fotos por dia, para mais de 6 milhões de leitores, informou O Globo. Duas vezes por ano, diretores, editores, coordenadores e gerentes se reúnem para trocar experiências e planejar novos projetos conjuntos.

 
 
 
Diante da importância do segmento on-line, questões como o paywall (cobrança pelo acesso ao conteúdo na internet) e branded content (conteúdo gerado por marcas) estão na pauta do encontro, segundo Guido Conterno, diretor-executivo do GDA.
 
 
 
“Nenhum diário tem o paywall, mas todos estão avaliando a possibilidade. Vamos trazer um especialista sobre o assunto e compartilhar o que cada um aprendeu. Já em relação ao branded content, alguns jornais já têm experiências, que também compartilharão com os outros”, explicou.
 
 
Em março, por exemplo, a colaboração entre jornalistas da Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, México, Peru, Porto Rico, Uruguai, Venezuela e Brasil mostrou que, com a crise internacional, os latinoamericanos estão migrando para países vizinhos.
 
 
 
“Podemos planejar, mas não restringir. Se acontece algo importante, como a morte de Chávez, precisamos ficar atentos para fazer um caderno especial também. Alguns conteúdos são espontâneos e outros são planejados”, afirmou Lyng-Hou Ramírez, diretora de Conteúdo do GDA.
 
 
 
O GDA é composto pelos jornais La Nación (Argentina), O Globo (Brasil), El Mercurio (Chile), ElTiempo (Colômbia), La Nación (Costa Rica), El Comercio (Equador), El Universal (México), El Comercio (Peru), El Nuevo Día (Porto Rico), El País (Uruguai) e El Nacional (Venezuela).
 
 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.