MPRJ denuncia manicure por matar menino de 6 anos em Barra do Piraí

Após o recebimento da denúncia pelo juízo e o trâmite legal, Suzana será julgada pelo Júri, composto por sete cidadãos.
 

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro denunciou, nesta terça-feira (09/04), a manicure Suzana do Carmo de Oliveira Figueiredo, assassina confessa do menino João Felipe Bichara, de 6 anos. Ela é acusada dos crimes de homicídio doloso triplamente qualificado – motivo torpe (vingança e ódio), meio cruel e impossibilidade da defesa da vítima –, e tentativa de ocultação de cadáver. Caso seja condenada pelos crimes, Suzana Figueiredo  receberá  pena de até 42, sendo que o máximo que poderá ficar presa é trinta anos, pois esse é o limite estabelecido pelo Código Penal.

 

 

 

O Promotor de Justiça Marcel Guedes, em exercício na 1ª Promotoria de Justiça Criminal de Barra do Piraí, acredita que, com base em punições aplicadas em casos similares, a pena de Suzana realmente chegue ao máximo permitido. “Em se tratando de crimes hediondos, a eventual progressão de regime é muito mais lenta e, em casos similares, depende, geralmente, de laudo atestando que a presa tem reais condições de voltar ao convívio social”. 

 

 

 

João Felipe foi sequestrado e morto, no último dia 25 de março, pela manicure da sua mãe. O corpo foi encontrado pela polícia na casa da manicure, dentro de uma mala. A criança foi retirada da escola por Suzana e levada para um hotel no Centro de Barra do Piraí, onde acabou morta.

 

 

Assessoria de Comunicação Social – MPRJ

(21) 2550-9112 / 9116

www.mp.rj.gov.br

Facebook: MPRJ.Oficial

Twitter: mp_rj

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.