Prefeitura recebe emissoras estrangeiras que vão atuar na Copa do Mundo de 2014

Rio será sede do Centro Internacional de Transmissão (International Broadcast Center - IBC)
 

 

O prefeito Eduardo Paes recebeu na noite desta quarta-feira (24/04), em um coquetel de boas-vindas realizado no Morro da Urca, cerca de 400 broadcasters (representantes de emissoras de televisão estrangeiras) que vão trabalhar na Copa do Mundo de 2014, no Rio de Janeiro. O grupo está na cidade participando de um seminário organizado pela FIFA (Federação Internacional de Futebol), que debate a logística de cobertura do evento esportivo. Durante a Copa, o Rio vai sediar o Centro Internacional de Transmissão (International Broadcast Center – IBC).

 

 

Durante o encontro, Paes destacou o protagonismo da cidade no cenário mundial e a importância da Copa do Mundo para a sua transformação:

 

 

– Costumo dizer que Copa do Mundo não se resume apenas a jogos de futebol. É um evento que atrai a atenção do mundo inteiro. Para nós, é uma oportunidade para a cidade do Rio se mostrar. Foi por esse motivo que sempre lutamos para que o Centro de Mídia fosse aqui. Será a imprensa do mundo inteiro mostrando que, além de sua alegria e belezas naturais, o Rio de Janeiro é uma cidade que produz e possui uma economia criativa muito forte.

 

 

O presidente da Rio Eventos, Leonardo Maciel, falou sobre a visita dos representantes de emissoras estrangeiras ao Rio, que começou nesta quarta-feira e se encerra na sexta-feira (26/04):

 

 

– Trata-se de uma visita que precede o IBC, em que um mix de jornalistas e engenheiros técnicos visitam uma cidade e analisam que tipo de ações terão que montar para que a transmissão durante a Copa do Mundo transcorra sem falhas. É uma visita técnica e extremamente positiva no que diz respeito ao seu produto final, uma vez que já estão buscando o que o Rio de Janeiro tem de bom para ilustrar as matérias que serão geradas no IBC.

 

 

O coquetel foi embalado por uma apresentação do coreógrafo e dançarino Carlinhos de Jesus, que ensinou os convidados a sambar e tocar tamborim (cada um dos presentes ganhou um instrumento).

 

 

No repertório, clássicos como “Brasileirinho” e “Cidade Maravilhosa”.

 

 

 

Centro Internacional de Transmissão da Copa ( International Broadcast Center – IBC):

 

Do IBC serão geradas notícias da Copa do Mundo para redes de TV de todo o planeta, por meio de uma tecnologia que garantirá a transmissão de imagem e som de última geração. Durante a Copa de 2014, o IBC receberá cerca de 13 mil profissionais de 70 países.

 

 

O anúncio da escolha do Rio como sede do Centro Internacional de Transmissão (IBC) da Copa do Mundo de 2014 aconteceu em maio de 2011 em Zurique, na Suíça, durante o encerramento da segunda reunião do Conselho de Administração do Comitê Organizador Local/FIFA.

 

 

Segundo a decisão do COL e da FIFA, a cidade foi escolhida pela qualidade da infraestrutura, a diversidade de acomodações e atividades disponíveis na cidade, bem como pelo desejo manifestado para fornecer todo apoio possível ao IBC e seus usuários. A proposta da Prefeitura do Rio superou os projetos de outras duas concorrentes: Brasília e São Paulo.

 

 

 

O dossiê de candidatura tinha 80 páginas, que destacavam as transformações estruturais e sociais da cidade na preparação para receber importantes eventos internacionais (além da Copa do Mundo, o calendário do Rio inclui a Jornada Mundial da Juventude e a Copa das Confederações, em 2013, e os Jogos Olímpicos de 2016). Além disso, o sucesso das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) e o pacote de incentivos para a construção de novos hotéis, lançado em novembro de 2010 pelo prefeito Eduardo Paes, foram triunfos da candidatura do Rio de Janeiro.

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.