Programa Meu Prato Saudável, de reorientação alimentar, chega ao RJ

Iniciativa do Hospital das Clínicas de SP em parceria com a LatinMed Editora em Saúde, projeto contará com ações no Complexo do Alemão
 

Os programas “Meu Prato Saudável” e “Meu Pratinho Saudável”, parceria entre o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e a LatinMed Editora em Saúde, chegam ao Rio de Janeiro na próxima quinta-feira, 25 de abril. A iniciativa conta com apoio do governo fluminense e da ONG Rio Solidário.

O lançamento do maior programa de reorientação alimentar já criado no Brasil acontece com ações no Complexo do Alemão, culminando com a realização de um megamutirão de avaliação e orientação nutricional no sábado, dia 27, das 10h às 15h.

Na quinta-feira haverá o lançamento da versão infantil do programa, intitulada “Meu Pratinho Saudável”, voltada a crianças de 6 meses a 10 anos de idade. A ação ocorrerá na Escola Nereu Sampaio, também no Complexo do Alemão, das 8h às 17h. No dia 26 a versão adulta “Meu Prato Saudável” será lançada na base comunitária Educap (Espaço Democrático de União, Convivência, Aprendizagem e Prevenção), das 10h às 17h.

Já no sábado, 27, nutricionistas e monitores estarão de plantão no Teleférico Palmeiras do Alemão para realizar orientação nutricional, com exames de IMC (Índice de Massa Corpórea), circunferência abdominal e de bioimpedância – teste que diferencia a massa gorda e a massa magra do corpo.

Haverá distribuição gratuita de materiais educativos que orientam a população sobre o quê e o quanto colocar em seu prato, em todas as refeições do dia, com alimentos que todos já estão habituados. Com a metodologia criada pelo “Meu Prato e Meu Pratinho saudável” crianças e adultos terão a oportunidade de participar de dinâmicas de montagem de prato com alimentos em resina e jogos educativos em tablet.

“O objetivo do programa é conscientizar a população de que, para perder ou manter o peso, basta saber o que e o quanto colocar no prato, desde o café da manhã até os lanches dos intervalos”, afirma a médica Elisabete F. Almeida, diretora-executiva do programa “Meu Prato Saudável”. Ela também afirma que grande parte da população brasileira, com IMC dentro dos limites normais, apresenta alto risco para diabetes, hipertensão e outras doenças cardiovasculares e não sabem. Por isto, as ações do “Meu Prato saudável, contam com a medição da cintura abdominal e a avaliação da quantidade de gordura corporal, além do cálculo do IMC, para determinar o risco de cada pessoa.

Mais informações sobre os programas “Meu Prato Saudável” e “Meu Pratinho Saudável” podem ser obtidas pelo aplicativo “Meu Prato Saudável”, disponível gratuitamente para celulares do tipo smartphone, e pelos portais www.meupratosaudavel.com.br e www.meupratinhosaudavel.com.br.

 

Assessoria de Imprensa

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.