Segredos, romance e morte no rastro do Titanic

Uma jovem ambiciosa e uma estilista célebre sobrevivem ao maior naufrágio da história, mas são arrastadas pelo turbilhão de escândalos que se segue à tragédia
 

No centenário do naufrágio do Titanic, a Geração Editorial lança A costureira, romance intenso, romântico e irresistível, que tem como pano de fundo os espantosos e pouco conhecidos desdobramentos dessa colossal catástrofe.

 

 

A história é centrada na jovem inglesa Tess Collins, uma serviçal que não suporta mais limpar as salas de estar e as privadas da alta burguesia francesa e britânica. Seu grande talento é para a costura, e ela aspira a uma vida nova como estilista — mas sabe que o sistema de classes inglês dificilmente lhe dará chance para isso.

 

 

Quando Tess descobre que um imenso transatlântico partirá para os Estados Unidos, vê sua grande chance de subir na vida. Ainda mais quando, por um golpe de sorte, consegue trabalho como criada da famosa lady Duff Gordon, uma das maiores estilistas da época. Mal sabe ela que essa viagem, iniciada de forma tão auspiciosa, entrará para a História como o maior desastre marítimo de todos os tempos: o naufrágio do Titanic.

 

 

Em meio ao turbilhão de escândalos durante o levantamento das causas da tragédia, acompanhamos a trajetória dessas duas mulheres apaixonadas pela linha e pela agulha, tão parecidas e tão diferentes. Tess, agora uma imigrante ansiosa para realizar sua vocação num país cheio de possibilidades, vê-se dividida entre o amor de dois outros sobreviventes, o pobretão inglês Jim Bonney e o milionário norte-americano Jack, enquanto lady Duff Gordon, devido aos atos questionáveis cometidos em seu bote salva-vidas, vê-se envolvida no centro dos inquéritos sobre o gigantesco desastre naval, cujos mortos foram, em sua esmagadora maioria, oriundos das classes inferiores, evidenciando o abismo social e a cultura do privilégio.

 

 

Apresentando fatos verídicos sob um ângulo inédito, este romance mescla o glamour e os conflitos sociais do fim da Belle Époque, a amargura de um desastre sem precedentes, as emoções contraditórias do amor e as esperanças de um novo tempo. O livro A costureira já figurou a lista de mais vendidos do New York Times, e foi traduzido para seis línguas, incluindo, agora, o português.

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.