Batalhões do interior vão formar policiais militares

Parte dos policiais será mantida nos batalhões onde o curso for concluído
 

O Comando-geral da Polícia Militar passará a formar parte de seu efetivo em sete batalhões fora da capital. A previsão é de que o novo modelo comece a vigorar a partir do dia 1º de julho. Atualmente, a função acontece exclusivamente no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), em Sulacap, na Zona Oeste do Rio.

As Companhias Pedagógicas do Interior estarão subordinadas ao CFAP e terão capacidade para formar 600 praças por período. Como o curso dura em média sete meses, a estimativa é de que os policiais formados fora da capital já estejam nas ruas no início do próximo ano.

Estágio nos fins de semana

Terão suas companhias pedagógicas reativadas as cidades de Campos (8º BPM), Barra do Piraí (10º BPM), Nova Friburgo (11º BPM), Cabo Frio (25º BPM), Petrópolis (26º BPM), Macaé (32º BPM) e Três Rios (38° BPM). Aos fins de semana, assim como ocorre no CFAP, os homens em formação irão estagiar, sob supervisão, em patrulhamentos nas áreas de seus respectivos batalhões.

De acordo com o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Erir Ribeiro Costa Filho, a intenção é manter a maior parte do efetivo nas próprias unidades onde os policiais concluírem o treinamento. A formação será feita por professores vinculados ao Banco de Talentos, da Secretaria de Segurança, que seleciona instrutores remunerados para dar aulas tanto para a Polícia Civil quanto para a PM.

Os policiais terão a mesma carga horária, a mesma grade curricular e passarão pelo mesmo treinamento que os alunos formados no CFAP.

– Esta medida de manter os policiais em localidades próximas às que eles se formarem vai auxiliar a suprir o déficit de efetivo do interior. Como eles irão estagiar, teremos, em breve, 100 homens a mais no policiamento nos fins de semana em cada um destes batalhões – explicou o o comandante-geral da Polícia Militar.

 

Governo do Rio

0 comentários