Marcha da Maconha em Niterói causa polêmica

Ministério Público do Rio de Janeiro abriu inquérito para apurar realização de evento
 

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) instaurou um inquérito civil para apurar a falta de autorização legal para a realização da Marcha da Maconha, no próximo domingo (19/05), na Praia de Icaraí, em Niterói. O MP recebeu um ofício da prefeitura de Niterói com notícias sobre a realização da marcha, no horário de 14h, porém, sem autorização dos órgãos públicos.

 

 

De acordo com o ofício, na mesma data, local e horário ocorrerá um evento católico denominado Bote Fé, com a expectativa de receber cerca de 70 mil pessoas. O evento faz parte dos preparativos para a Jornada Mundial da Juventude e obteve o “nada a opor” da secretaria municipal de Ordem Pública, no dia 2 de maio.

 

 

Segundo a Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa da Cidadania de Niterói, os organizadores da marcha serão convocados para discutir, na próxima quinta-feira (16/05), a possibilidade de realizarem a passeata em outra data ou em outro local para evitar transtornos na região e riscos à segurança dos participantes.

 

 

O MP também oficiou a Polícia Militar, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros para que encaminhem para a promotoria, com urgência, as informações de autorização dos dois eventos.

 

 

Assessoria de Comunicação Social – MPRJ

0 comentários