Meninas do Degase ficam em segundo lugar em campeonato de robótica

Equipe apresentou o projeto Cadeira Sambista em competição internacional na Alemanha
 

As duas jovens internas do Novo Degase que participaram do First Lego League (FLL) Open European Championship 2013, em Paderborn, na Alemanha, foram recebidas com festa ontem, no Aeroporto do Galeão. Elas conquistaram a medalha de prata do campeonato mundial na categoria Melhor Solução Inovadora. A competição, que aconteceu entre 7 e 10 de maio, é um dos maiores campeonatos estudantis de robótica no mundo. A edição deste ano contou com a participação de 54 equipes de 35 países.

 

 

Durante a competição, as Meninas Supertalentosas – nome escolhido para representar a equipe – mostraram a Cadeira Sambista. Baseado no tema Idosos, o projeto criado pelas jovens desenvolveu em uma cadeira de rodas elétrica, com movimentos especiais para ser utilizada durante os desfiles de Carnaval pelas idosas que fazem parte das alas das baianas das escolas de samba.

 

 

“Foi muito legal conhecer pessoas novas, de outras culturas que eu nunca tinha visto. Foi muito importante para mim” afirmou uma das jovens participantes, de 16 anos.

 

 

A proposta da Cadeira Sambista é evitar problemas de saúde, emocional e física nas senhoras que, apesar das dificuldades motoras e de suportar os 30 quilos em média das fantasias, não deixam de desfilar. Durante as apresentações, na Alemanha, foi utilizada uma fantasia original doada por uma escola de samba carioca e um vídeo feito pelas jovens através da técnica de Stop Motion (técnica de animação).

 

 

Adolescentes foram convidadas

 

A participação das adolescentes que cumprem medida de socioeducação de semiliberdade no Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente de Volta Redonda é resultado do convite dos presidentes da Lego Foudation Mundial e de sua filial brasileira, que visitaram o Degase em 2012. Na ocasião, eles conheceram o projeto Lego, que desde 2009 auxilia os estudos das jovens.

 

 

“No início foi difícil, porque achamos que não éramos capazes, mas quando ganhamos o segundo lugar, percebemos que somos capazes de tudo” disse a outra jovem da equipe.

 

 

0 comentários