Ceasa lança campanha por alimentação saudável

Ações incentivam o consumo de frutas, legumes e verduras nas centrais de abastecimento
 

A Ceasa-RJ (Central de Abastecimento do Estado do Rio de Janeiro) está engajada na luta por uma alimentação mais saudável. O órgão lançou, nesta sexta-feira (28/6), as suas ações na campanha nacional de incentivo ao consumo de frutas, legumes e verduras nas Ceasas. Para sensibilizar a população e os agentes de abastecimento das unidades da central, foram ministradas duas palestras sobre o assunto.

 

 

As entidades beneficiadas pelas doações do Banco de Alimentos da Ceasa-RJ, os responsáveis pelas UPPs atendidas pelo banco e os permissionários da unidade assistiram às orientações. O presidente da Ceasa, Leonardo Brandão, destacou que além do Banco de Alimentos, a central também tem a preocupação de fiscalizar os alimentos comercializados para incentivar o consumo.

 

 

– Quando chegamos à Ceasa percebemos um desperdício de alimentos que perdem o valor comercial, mas não de consumo. Então criamos o banco para doar para instituições e UPPs. Além disso, desde o início do ano, fazemos controle dos alimentos para saber se estão dentro do limite do uso de agrotóxicos – enumerou Brandão.

 

 

Engenheiro Agrônomo, Marden Marques foi um dos palestrantes e afirmou que a segurança alimentar é fundamental para que as pessoas não tenham medo de consumir frutas, verduras e legumes.

 

 

– Precisamos provar que esse alimento vai trazer benefícios à saúde da pessoa. É muito importante pensar na qualidade do produto, na higiene e no nível de agrotóxicos. Por isso, começamos orientando os nossos comerciantes sobre esses cuidados – explicou Marques.

 

 

A campanha de incentivo tem a parceria da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Associação Brasileira das Centrais de Abastecimento (Abracen), ministérios da Saúde, Desenvolvimento Social, Combate a Fome, e Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e o Instituto Brasileiro de Horticultura (Ibrahort).

 

 

Diretora da Escola Comunitária Jardim de Infância Chave do Tamanho, Sirlene Maria Horsay, de 51 anos, conta que a instituição é beneficiada com as doações do Banco de Alimentos há dois anos.

 

 

– Todas as nossas refeições são baseadas no que recebemos da Ceasa. Todas as crianças comem sem fazer cara feia. Incentivamos muito e isso já faz parte da alimentação diária – disse a diretora.

 

Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.