Comércio Legal promove rodada de créditos no Macacos

AgeRio e Sebrae-RJ fomentam empreendedorismo em comunidades
 

Com o objetivo de fomentar o empreendedorismo local e fornecer crédito para melhoria dos estabelecimentos e da qualidade de serviços prestados nas comunidades pacificadas, o projeto Comércio Legal promoveu nesta terça-feira (18/06) a primeira rodada de créditos com instituições financeiras na Vila Olímpica do Morro dos Macacos, em Vila Isabel.

 

 

 

A ação, que contou com o apoio do Sebrae/RJ e da Agência Estadual de Fomento (AgeRio), realizou atividades que contribuíram para a formalização do comércio e consolidação da economia das comunidades. A rodada, que já é desenvolvida nos morros São Carlos, Providência e Coroa, é a 1ª de uma série que acontecerá nos próximos dias 20 e 28 de junho e 3 de julho, nas Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) Vila Cruzeiro, Manguinhos e Jacarezinho, respectivamente.

 

Outro fator que impacta no crescimento econômico é o programa de microcrédito Fundo UPP Empreendedor da AgeRio, órgão da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que oferece crédito aos empreendedores das comunidades pacificadas.

 

“Esse programa, que tem uma taxa de juros bem abaixo do mercado, é uma ferramenta muito importante para a comunidade. O investimento pode ser feito em capital de giro, aquisição de mercadorias ou equipamentos”, afirmou o analista de desenvolvimento da AgeRio, Bruno Bravo.

 

Mais de 9 mil microempresários assistidos

 

As estratégias de atendimento do Sebrae visam descobrir a vocação econômica das comunidades, garantindo acompanhamento nas ações de formalização do negócio, capacitação, acesso a mercado e crédito. A previsão é de que mais de nove mil microempresários sejam assistidos até o fim do ano, em 25 comunidades pacificadas.

 

“Aqui no Macacos há uma grande vocação para a gastronomia e beleza, então nós trabalhamos noções de manipulação de alimentos, atendimento ao cliente, controle financeiro, compras, vendas e planejamento. Bares, mercearias e salões de beleza são atividades bem recorrentes, pela facilidade de desenvolvê-las em casa”, explicou a analista de empreendedorismo em comunidades pacificadas, Fabiana Ramos.
 

Para o comandante da UPP do Morro dos Macacos, capitão Felipe Barreto, o envolvimento do Grupo de Polícia de Proximidade em Apoio ao Comércio (GPPAC) aumenta a confiança dos moradores.
 

O comerciante local Onildo Crispim, há quase dois anos formalizado como pessoa jurídica, aproveitou a oportunidade para abrir uma nova linha de crédito e implantar o sistema de máquina de débito em sua mercearia.
 

 

“Aproveitei a facilidade, porque estou pensando em ampliar ainda mais meu negócio. Para acompanhar as vendas, já estou de olho em uma máquina de sorvete para o verão”, disse o comerciante.

 

Governo do Estado

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.