Distrito de Queimados recebe novos investimentos

Projetos somam mais de R$ 465 milhões e vão gerar 1.870 vagas de emprego
 

 

Instalado em uma região estratégica, próximo ao Arco Metropolitano e ao futuro Complexo Logístico Ferroviário da MRS, o Distrito Industrial de Queimados está impulsionando o crescimento econômico do município. Administrado pelo Governo do Estado, através da Codin (Companhia de Desenvolvimento Industrial), o espaço receberá, nos próximos anos, mais empreendimentos. Dos 13 projetos, 11 já estão sendo implantados, totalizando cerca de R$ 465,6 milhões em investimentos e gerando 1.870 vagas de empregos.

 

 

O distrito da Baixada Fluminense – de dois milhões de m2 – já conta com 20 indústrias em operação nos setores Químico, Metalúrgico, Têxtil, Construção Civil e de Alimentos, entre outros. A atração de mais investimentos é resultado do incentivo oferecido através da lei estadual que reduz o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) de 19% para 2%.

 

 

– A inclusão de Queimados na Lei 5.636, de 2010, ajudou o município a receber infraestrutura e benefícios que atraem muitos investidores – explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Julio Bueno.

 

 

Maior produtora de painéis de madeira industrializada, louças e metais sanitários do Hemisfério Sul, a Duratex será uma das principais investidoras do distrito. Por meio de uma de suas marcas, a Deca, a empresa aplicará R$ 120 milhões na nova unidade, que deve produzir 2,4 milhões peças de louças sanitárias por ano. A previsão é de que o empreendimento, com 40 mil m2 de área construída, gere cerca de 550 postos de trabalho.

 

 

– Vivemos um momento muitíssimo aquecido com a chegada de grandes eventos como a Copa de 2014. É muito positivo ter uma fábrica naquela região – afirmou o diretor-executivo Financeiro, de Relações com Investidores e Serviços Corporativos da Duratex, Flavio Donatelli.

 

 

 

Novo aporte de R$ 212 milhões

 

A RHI – produtora de refratários para siderurgia, cimentos, metais não ferrosos e vidros – também planeja se instalar em breve no terreno que adquiriu junto à Codin. O empreendimento está orçado em R$ 212 milhões, com geração de 200 empregos diretos. Outra planta importante a chegar ao Distrito Industrial de Queimados é a da Piraquê. A fabricante de massas e biscoitos vai investir R$ 85 milhões e oferecer 500 oportunidades de emprego.

 

0 comentários