Estado investe R$ 150 milhões na recuperação de conjuntos habitacionais

Na Zona Norte do Rio de Janeiro, foram aplicados R$ 9 milhões em quatro condomínios
 

O Governo do Rio investiu mais de R$ 150 milhões na revitalização de conjuntos habitacionais em todo o estado, beneficiando mais de 320 mil moradores. As reformas fazem parte do programa De Cara Nova da Secretaria de Habitação, que inaugurou as obras de recuperação de quatro condomínios na Zona Norte da capital fluminense. Os conjuntos localizados nos bairros de Irajá, Inhaúma e Engenho da Rainha – que juntos congregam 1.292 apartamentos – receberam melhorias no valor de R$ 9,5 milhões.

 

Durante as obras de recuperação estrutural dos condomínios da Zona Norte, foram realizados serviços de revestimentos, troca de telhados, sistema de esgoto, impermeabilização das caixas d´ água e cisternas, construção e reforma de quadras poliesportivas, além da pintura das fachadas, com cores escolhidas pelas comunidades.

 

Construídos a partir da década de 60, os 70 blocos dos conjuntos nunca haviam passado por reformas. Segundo Lauro Filho, um dos engenheiros técnicos responsáveis pela revitalização, os R$ 9,5 milhões investidos na recente empreitada foram muito bem distribuídos.

 

“Todas as comunidades conviviam com a necessidade das reformas. Além do projeto inicial, recompomos os acessos a cadeirantes e a calçada externa de alguns condomínios, o que beneficiou também moradores vizinhos. Havia muitas rachaduras e infiltrações, que comprometiam até a qualidade da água da cisterna”, disse o engenheiro.

 

Para Luís Saraiva, morador há mais de 30 anos do Conjunto Parque Novo Irajá, sem a parceria do Estado, as obras, orçadas em mais de R$ 3 milhões, não teriam condições de sair do papel.

 

“Estávamos há mais de 40 anos sem obras de intervenção. O castelo d´água, que abastece todo o conjunto, estava quase ruindo devido ao processo de oxidação avançado. Os condôminos nunca teriam condições de arcar com essas obras, que aumentou em mais de 50% a valorização dos imóveis”, afirmou o morador.

 

Morador e integrante do conselho fiscal do Condomínio José dos Reis, em Inhaúma, Luiz Carlos da Silva não pensa em deixar o condomínio reformado tão cedo.

 

“Nós lutamos durante muito tempo por estas obras. Depois do investimento, já tive mais de uma proposta de venda, mas não saio de jeito nenhum”, disse Luiz Carlos.

 

Visita técnica para preservar reformas

 

A equipe técnica da Secretaria de Habitação visitou os condomínios e distribuiu uma cartilha com dicas para que as famílias se organizem para preservar e valorizar as obras de reforma. De acordo com o subsecretário de Relações Institucionais, Rodrigo Scorzelli, o trabalho de conscientização juntos aos moradores é fundamental.

 

“Em pouco tempo, as obras ficavam deterioradas. Com esse trabalho de gestão condominial, já notamos uma mudança positiva na atitude das pessoas para manter aquilo que o estado fez”, explicou o subsecretário.

 

Governo do Estado

0 comentários